Uma semana antes de morrer, Prince disse para amiga que só estava vivo porque Deus queria

de

Judith Hill

A cantora, e amiga de Prince, Judith Hill (ao lado), falou com o New York Times sobre os dias finais do astro morto em 21 de abril passado.

Hill estava no voo que levava o músico para casa depois de seu último show, seis dias antes de sua morte. Naquela ocasião, a aeronave precisou fazer uma parada forçada para que o artista recebesse tratamento médico.

Foi Hill quem notou que Prince estava desacordado em seu avião particular e notificou o piloto que um pouso de emergência precisaria ser feito com urgência.

Prince

“Nós não tínhamos nada à bordo para ajudá-lo”, disse a cantora, justificando a decisão. O avião pousou em Moline, Illinois onde o cantor recebeu uma dose de Narcan, droga usada no tratamento de overdoses com medicamentos de prescrição médica.

Hill disse que visitou Prince no hospital e que ele falou que “só pela graça de Deus é que eu sequer estou aqui, eu tive que lutar pela minha vida”.

A cantora revela que o músico contou que, enquanto desacordado, ouviu vozes que pediam para que ele voltasse para o seu corpo. Segundo ela, esse retorno “foi a coisa mais difícil que ele já teve que fazer.”

Para Judith a coisa mais triste na morte do astro está no fato de que ele estava consciente de seu vício e estava seriamente em busca de tratamento (ele havia se consultado com o médico especialista no assunto Howard Kornfield).

Relembre os grandes clássicos de Prince aqui no Popzone!

Fonte: Popzone

Você vai curtir