Mulheres

Musa dos anos 2000, Ana Paula Saad quebra o silêncio e revela abusos de ex-marido americano: “filme de terror”

A modelo e influencer Ana Paula Saad ganhou fama ao se tornar garota propaganda de grandes marcas, estrelar 6 capas de revistas masculinas, participar de dezenas de programas de TV, incluindo três realitys, além de concursos de beleza. Não à toa, ficou conhecida como a Musa dos anos 2000. Disposta a dar um novo rumo na sua vida, se mudou em 2017 para a Califórnia, nos EUA, onde engatou o relacionamento com um empresário americano. Porém, o ‘sonho californiado’ se transformou em pesadelo.

Em entrevista ao Clube da VIP, perfil do Instagram dedicado à revista de mesmo nome, Ana quebrou o silêncio e revelou ter sido vítima de violência doméstica. Ela ainda tenta superar os traumas e conta que o processo de divórcio corre na Justiça. Em tom de alerta, ela falou sobre os episódios.

“Quando eu vim para os EUA estava apaixonada por ele. Pensei em ter alguém para sonhar comigo, para envelhecer comigo e para construir uma nova vida. E ele estava disposto a me ajudar, inclusive na minha carreira. Depois as coisas tomaram outros rumos. Fiquei pensando: como uma mulher tão madura, tão segura, inteligente e dona de si, pode ter sofrido isso? Mas a gente não consegue perceber quando está numa relação abusiva. É uma coisa louca”, conta.

Ana revela que assim que engravidou, o marido a privava de algumas coisas. Ela quase não saia de casa sozinha, ficava isolada, e o ex-marido chegava a cortar a internet para que ela não tivesse contato com outras pessoas. Além dos abusos psicológicos – bem comuns no dia a dia do casal –, a modelo sofreu com agressões físicas e abusos financeiros. Sem amigos e família por perto, ela não tinha a quem recorrer.

“A gente só consegue perceber depois que a gente se afasta, depois de todas as dificuldades e de todos os pesadelos. Eu vivia numa bolha e nem me dava conta. Foi uma tortura, ainda estou em terapia, era como um filme de terror. Estava grávida nessa época e tive que sair de casa porque eu sentia que ia acontecer alguma tragédia. A minha intuição de mulher e mãe protetora me dizia isso. Cheguei ao fundo do poço”, revela.

Por conta dessa fase difícil, Ana emagreceu muito e chegou a pesar 33kg. Contraiu ainda uma bactéria que quase a levou à morte e teve que usar andador por um tempo. Com dificuldades financeiras, ela recebeu ajuda de amigos. “Tudo isso com uma criança recém-nascida. Tinha que cuidar do meu filho, me tratar dessa bactéria e dar conta da casa. Fiquei um lixo, muito mal. Fiquei doente, eu quase morri. Hoje eu estou aqui para dizer que a gente precisa dar esse grito. Que a qualquer sinal, a mulher precisa buscar ajuda”.

Mais do que superar o relacionamento abusivo e retomar sua carreira, a partir de agora a modelo quer levantar a bandeira da violência doméstica e criar uma rede de apoio e proteção. Ana deve voltar ao Brasil em junho para engatar novos projetos artísticos. “Estou vivendo um dia de cada vez e tentando esquecer o passado. Depois de 3 anos me sinto pronta para voltar, para encarar novos desafios e trabalhos”.

Link da live: https://www.youtube.com/watch?v=jhF_9dzuQis

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo