Huck nega ter apagado fotos com Aécio: “não haveria razão”

por


Luciano Huck se viu em meio a boatos de que teria excluído fotos com o senador Aécio Neves após ele ter sido indicado em nova fase da operação Lava-Jato como um dos políticos que receberam propina dos empresários Joesley e Wesley Batista. E, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo , o apresentador – que havia descartado a possibilidade de se candidatar à presidência da República, como José Junior, presidente do AfroReggae havia indicado – negou: “não haveria razão para deletar quaisquer imagens das minhas páginas. Mas como a internet é um território sem lei, qualquer um pode dizer o que quiser”

Apresentador não sabe origem dos cliques: “não faço ideia”
Questionado pelo veículo se sabia quando e onde as fotos que circularam na web haviam sido postadas originalmente, o marido de Angélica – com quem ele festejou os 12 anos do primogênito, Joaquim – afirmou: “não faço a menor ideia. Todas as fotos que rodaram nas redes esta semana são muito antigas, não tem nada recente. Podem ter sido postadas nas redes do Aécio, por exemplo. O que posso te garantir com toda a sinceridade é que não apaguei foto alguma recentemente em função dos acontecimentos da semana passada”.

“Nunca misturei amizade com política”, esclarece Huck
O global, que não será tema do enredo do Salgueiro no próximo Carnaval, se declarou decepcionado com todo o cenário político brasileiro. “É evidente a minha enorme decepção e tristeza com tudo o que veio à tona em relação não só a um amigo, mas a alguém que foi governador, senador e que recebeu mais de 51 milhões de votos numa eleição presidencial recente”, indicou o apresentador, completando: “Que atire a primeira pedra quem nunca se surpreendeu negativamente ou se decepcionou com um amigo. Não vou renegar minha relação de amizade com ele, nem mesmo em um momento tão negativo da sua vida. Mas é importante que se diga que nunca misturei amizade com política ou negócios em nossa relação”.

Luciano Huck nega amizade com demais políticos: “nenhuma destas figuras”
Dono de iate avaliado em R$ 30 milhões, Huck reiterou, na entrevista, sua opinião sobre política. “Acho igualmente importante registrar que considero gravíssimos os fatos recentemente divulgados sobre sua conduta. Se forem comprovados, devem ser punidos com rigor dentro do que determina a Justiça. São comportamentos que refletem de forma emblemática boa parte daquilo que queremos banir da nossa sociedade”, opinou o apresentador, indicando ainda que não conhecia os outros políticos citados na operação Lava-Jato: “à exceção de Aécio, nenhuma destas figuras é ou foi meu amigo. São, isto sim, pessoas com as quais em circunstâncias diversas estive junto por motivos também diversos”.

Você também vai curtir