Meryl Streep causa surpresa ao declarar em entrevista que não é feminista

ReproduçãoPôster de "Suffragette", longa histórico focado no movimento feminista com Meryl Streep

por

Meryl Streep causa surpresa ao declarar em entrevista que não é feminista

Pôster de “Suffragette”, longa histórico focado no movimento feminista com Meryl Streep

Meryl Streep causou surpresa com uma declaração dada durante uma entrevista. Ao ser questionada se era feminista, a atriz preferiu responder que é “humanista”. A vencedora de três Oscar é conhecida por lutar pelos direitos das mulheres e está prestes a estrear o filme “Suffragette”, no qual interpreta a ativista política britânica Emmeline Pankhurst. O longa vai abrir o Festival de Cinema de Londres no próximo dia 7 e aborda o início do movimento feminista retratando mulheres reais que lutaram pelo direito ao voto no Reino Unido.

 

Meryl Streep causa surpresa ao declarar em entrevista que não é feminista

A atriz posou para a Time Out de Londres com uma camiseta em que se lê a frase de Emmeline Pankhurst: “Eu prefiro ser uma rebelde do que uma escrava.” Meryl Streep declarou que a incomoda ser questionada sobre interpretar “mulheres fortes” já que nunca perguntam aos homens o mesmo e citou a jovem paquistanesa Malala como uma inspiração.

À revista, a veterana ainda falou sobre sua família, o arrependimento de não poder se dedicar tanto aos amigos e disse que o melhor conselho que já recebeu veio de seu marido: “Comece pelo começo”

No último Oscar a atriz chamou a atenção ao levantar a apoiar o discurso de Patricia Arquette, que ganhou como melhor atriz coadjuvante e falou sobre a desigualdade de salários na indústria.