Famosos

Capa da Playboy, Tati Zaqui diz que trocaria qualquer um por Justin Bieber

 palyboi

Tati Zaqui, capa da Playboy de julho, tem atitude de mulherão, mas ainda é uma menina de apenas 21 anos e confessa que é fã do cantor canadense Justin Bieber. Durante a festa de lançamento da revista nesta terça-feira (14), no clube Royal, na zona sul de São Paulo, ela falou que sonha em conhecê-lo.

“Sempre tive três sonhos: dar casa para minha mãe, ser conhecida pela minha música e conhecer o Justin Bieber. Desde 2009 eu tento, fico mandando mensagem [para ele], mas nada. Dois já se realizaram e só falta um. Tenho certeza que vai acontecer”, disse ela que ainda elogiou a foto de Bieber pelado. “Deliciosa! [risos] Trocaria qualquer um por ele”, completou.

O segundo sonho, se tornar conhecida, também trouxe uma fama repentina para a funkeira de Santo André, região metropolitana de São Paulo. Desde que sua música “Parara Timbum” estourou na internet, ela tem sido abordada por fãs que querem tirar fotos comuns e selfies.

“Quem não pede pra tirar foto, fica olhando de longe. Então estou sentindo sim assédio bem grande das pessoas. Sou bem pé no chão, procuro manter a calma, dou atenção para o máximo de pessoas que consigo. E eu gosto disso, é uma coisa que eu sempre sonhei, então não tem nem do que reclamar.”

Tati disse que já sofreu e continua sendo alvo de preconceito por posar nua e cantar funk. Segundo ela, as pessoas vão arranjar um jeito de falar mal seja posando para a Playboy ou cantando músicas ousadas, de duplo sentido.

“Não falo palavrão, mas as pessoas começam a falar que a gente é prostituta, que não vale nada. Ninguém está lá, cresceu junto com a gente, viu nossa luta, ninguém sabe o que é estar na capa da ‘Playboy’. Uma pessoa que não tem visão, não sabe que é uma coisa maravilhosa, uma arte. Amei fazer a revista, podem falar bem ou mal, vou fazer. Aceita! Vai ter nude sim e, se reclamar, vão ter dois. São pessoas desorientadas que não sabem o que falam”, bradou.

Estilo

Uma marca registrada de Tati e que chama a atenção na capa da revista são seus longos cabelos azuis. A funkeira avisa que não quer mudar o visual tão cedo. “Nem pensar, amo esse cabelo, não vou mudar ele tão cedo. Toda semana tem que pintar de azul, mas é [meu] diferencial, eu gosto de ser diferente e polêmica”.

Tati também causou polêmica na semana passada ao assumir sua bissexualidade publicamente e, quando questionada se a atitude foi para conquistar mais popularidade, ela rebateu: “Para uma pessoa assumir sua bissexualidade tem que ter muita coragem porque há muito preconceito na sociedade. Quanto à minha família, eu sempre gostei, todo mundo sabe. Sempre fui bissexual”, respondeu.

Além dos preconceitos já citados acima, a funkeira contou que também é hostilizada por sua sexualidade. “Sempre tem pessoas no Facebook que gostam de irritar, me chamam de ‘sapatão’, mas eu estou pouco me lixando. Em minha família não [tem isso], todo mundo me apoia, minha mãe me apoia porque eu sou uma pessoa correta, nunca dei problema para ninguém”.

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios