Angelina Jolie vai dirigir filme sobre sobrevivente do genocídio cambojano

EFE20.jun.2015- Enviada especial da ONU, Angelina Jolie durante sua visita a um campo de refugiados da Síria

By
  • EFEAngelina Jolie vai dirigir filme sobre sobrevivente do genocídio cambojano

    20.jun.2015- Enviada especial da ONU, Angelina Jolie durante sua visita a um campo de refugiados da Síria

Angelina Jolie fechou acordo para dirigir e produzir para a plataforma Netflix o filme “First They Killed My Father: A Daughter of Cambodia Remembers”, baseado nas memórias da ativista Loung Ung. A informação é do site da revista “Variety”.

Baseado no livro homônimo publicado em 2000, o filme terá como pano de fundo o relato de Loung, que descreve como, ainda criança, conseguiu sobreviver ao chamado “genocídio cambojano”, o assassinato em massa promovido pelo regime comunista do Khmer Vermelho, que causou cerca de 2 milhões de mortes no país entre 1975 e 1979.

Jolie irá dirigir e produzir o longa, com roteiro coescrito pela ativista. Segundo a “Variety”, Jolie leu o livro e contactou Ung há cerca de uma década, já com a ideia de transportar a história para as telas.

O diretor cambojano Rithy Panh, de “A Imagem que Falta”, indicado ao Oscar de melhor filme estrangeiro em 2014, também atuará na produção. Ainda sem elenco e trama definidos, o filme deverá ser disponibilizado via streaming no Netflix no final de 2016.