Léo Áquilla prepara casamento na igreja: “Somos um casal heterossexual”

Namorando há oito meses com o instrutor de artes marciais Chico Campadello, que conheceu por meio de uma rede social, a apresentadora Léo Áquilla acaba de ficar noiva e já está planejando o casamento, que deve acontecer em um ano.

por

Leo-Aquilla_ACRIMA20120701_0048_15

Namorando há oito meses com o instrutor de artes marciais Chico Campadello, que conheceu por meio de uma rede social, a apresentadora Léo Áquilla acaba de ficar noiva e já está planejando o casamento, que deve acontecer em um ano.

“Vai ser bem tradicional, faço questão, véu, grinalda, falei para ele preparar o coração porque vou entrar como uma rainha”, disse Leo durante a festa junina da ONG Florescer na noite de terça-feira (23) em São Paulo.

“Eu sou uma mulher e ele, um homem. Somos um casal heterossexual. Sou uma transexual não operada, portanto, sou do sexo feminino mesmo de pênis”, explicou. “Vai ser em uma igreja. Não decidimos a cerimônia ainda, mas já temos uma igreja católica inclusiva que realiza esse tipo de casamento. É um tabu que a gente vem quebrar também. Este casamento vai levar a mensagem para outras mulheres como eu, quero que elas acreditem no amor e no conto de fadas. Elas precisam e merecem.”

De mãos dadas com a amada, o noivo, Chico, disse que o desejo do casamento se tornou inquestionável apesar do pouco tempo que estão juntos.

“A gente não tem por que segurar, tem muita cumplicidade entre nós, muita verdade e queremos intensificar isso. É um passo grande, mas muita coisa mudou com o noivado. A gente dá valor à conquista de todos os dias”, disse. “A gente se reconheceu, se identificou, foi amor à primeira vista. Estou dentro dele e ele está dentro de mim”, completou Léo.

E tanto a família da noiva quanto a do noivo aprovaram a união.

“No noivado estavam meus filhos, a filha dele também, a nossa família toda reunida. Eles se reconheceram também, foi aprovado por todo mundo”.

Preconceito

Pai de uma filha de nove anos, Chico admite que após assumir o namoro com Léo passou a perceber algumas atitudes preconceituosas de pessoas desconhecidas, mas que com os amigos a situação é diferente.

“Vez ou outra recebo alguma mensagem com alguma gracinha, com o teor preconceituoso, mas são pelas redes sociais. Meus amigos entenderam bem e falaram que se eu estou feliz, eles estão felizes por mim”.

Você também vai curtir