Mulheres

Musa dos Estados Unidos lamenta a ausência de mulheres na abertura da Copa

Publicidade

Disputando o título de Musa da Copa 2022, a modelo e empresária Nivia Abreu lamenta a ausência de mulheres como destaque na abertura dos jogos.

Segundo representante dos Estados Unidos, a ausência de mulheres em posição de igualdade na festa foi o ‘retrato do machismo’

“Um país de belas mulheres, um país rico, praticamente todo dominado por homens. É o retrato do machismo, do quanto inferiorizam a mulher e subestimam a nossa capacidade. Deve ser horrível não ser lembrada, não ser representada, não ser citada”, disse Nivia.

A modelo elogiou a cantora Catarense que performou na apresentação mas, fez duras críticas ao fato da artista não ter sido citada e ‘nada se ouvir falar dela’.

Aquela mulher entrando, de véu, máscara, com aquela voz potente e representando todas nós ali, merece reconhecimento. Ela merece que o mundo saiba quem ela é. Nós necessitamos conhecer a história daquela mulher. A Copa não pode acabar sem nada se ouvir falar dela. É cruel. O mundo está reproduzindo, ainda que indiretamente, o machismo daquele país”, detona a Musa dos Estados Unidos.

Publicidade

Publicidade

Fotos: Saymon Dalazen/Perfil II Comunicação

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo
rfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-sliderfwbs-slide