FamososTelevisão

Prestes a estrear em reality, Ticiana Villas Boas diz que estava acomodada

  • Leonardo Nunes/SBT

    Prestes a estrear em reality, Ticiana Villas Boas diz que estava acomodada

    Ticiana Villas Boas será apresentadora do “Bake Off – Mão na Massa”

Afastada da TV desde o final de 2014, Ticiana Villas Boas voltará ao ar no dia 25 de julho bem diferente de como o público costumava vê-la: em vez da bancada do “Jornal da Band”, ela comandará o reality culinário “Bake Off – Mão na Massa” no SBT.

A mudança radical, que veio após dez anos de Band e sete anos só no jornalístico, foi motivada por um desejo de sair da zona de conforto. “Não sentia que estava crescendo, evoluindo, me desafiando, fazendo algo diferente como âncora. De uns dois anos para cá, estava me sentindo acomodada comigo mesma”, explicou a jornalista ao Popzone. Quando foi abordada pelo SBT, a oportunidade de testar um novo formato a atraiu: “Pensei ‘vou arriscar, vou para outra emissora, e vou arriscar outro formato, outra área, pra ver se nessa outra área eu consigo me destacar, consigo criar'”.

Nessa nova fase, a maior dificuldade de Ticiana tem sido lidar com a expressão corporal – algo novo para quem passou anos atrás da bancada de telejornal, só da cintura da para cima. “O que faço com essa perna, deixo fechada, cruzada? E o braço, coloco na cintura? Fiquei meio perdida com o corpo, com o gestual. E como nunca tinha me visto fazendo isso, fiquei com medo de ficar exagerado”, contou a apresentadora, que treinou a expressão corporal no espelho e com a diretora do reality, Adriana Cechetti. Também fez parte de sua preparação uma viagem de três dias para Milão, onde acompanhou as gravações da edição italiana do “Bake Off”.

Carrasca? Não

Leonardo Nones/Divulgação

Prestes a estrear em reality, Ticiana Villas Boas diz que estava acomodada

Ticiana assinou contrato com o SBT em abril

Prestes a estrear em reality, Ticiana Villas Boas diz que estava acomodada

A apresentadora, que no programa tem a companhia dos jurados Carolina Forentino e Fabrizio Fasano Jr., garante que não é “carrasca”. “Não tenho nenhum perfil de ser carrasca, de humilhar, de falar ‘está uma porcaria, você tem que nascer de novo pra ser confeiteiro’. Não tenho esse perfil. Estou sendo mais eu mesma, tentando não ter um personagem. Sou uma apresentadora que está ali conduzindo. E aí eu ajudo, sou amiga deles”, contou Ticiana, que se envolve até for das câmeras com participantes: “A gente almoça junto, eles já me pedem alguns conselhos quando não está no ar, aí acabo me envolvendo. Teve uma eliminação que me emocionei”.

Durante as gravações, que se estendem das 8h às 20h em um estúdio no interior de São Paulo, a jornalista tem bastante liberdade em cena. “Eu interajo, entro no cenário quando tenho vontade de entrar. Se um participante está com dificuldade de tirar o bolo forno, eu posso entrar lá e ajudar. Estou me deixando solta, o máximo que a gente pode fazer é resolver cortar na edição. O que mais estou gostando é de me sentir solta, de poder me testar.  Estou literalmente me testando”.

Ticiana também não se poupa dos doces – mesmo que, no formato original, os apresentadores não tenham o costume de provar os quitutes. “Estou calculando uns dois quilos aí no final do programa”, brincou. “Adoro doce, adoro chocolate. Na primeira prova, vendo aquela torta de chocolate maravilhosa, não vou comer? Peguei o garfo da Carol e comi. Aí no próximo, peguei o garfo do Fabrizio e comi. Na terceira vez, a produção já botou um garfinho para mim”. Ela já separou até duas receitas do reality para fazer em casa: um bolo de coco com baba-de-moça e um ganache de chocolate.

Questionada sobre o fato de o “Mão na Massa” estrear com certa proximidade do “A Batalha dos Confeiteiros”, reality da Record que será comandado pelo ‘Cake Boss’ Buddy Valastro, a apresentadora disse que não se preocupa com comparações. “Acho que não vai dar certo esse negócio de dublar, legendar. Mas não me preocupa não. O nosso está tão legal, tão diferente”.

Novos ares

A vontade de participar de um programa de entretenimento já havia surgido para Ticiana na antiga emissora – e ela inclusive propôs que ela tocasse um projeto temporário simultaneamente ao “Jornal da Band”. “Mas acabou que nesses dois anos não apareceu nada. E surgiu o SBT. Conversei e saí na boa, foi amigável”. A jornalista contou que ela e a emissora estudam outros projetos para depois do “Mão na Massa”, mas eles só serão avaliados após a estreia do reality.

Sei que é arriscado e estou preparada para receber críticas Ticiana Villas Boas

Prestes a estrear em reality, Ticiana Villas Boas diz que estava acomodada

Traçando um caminho já traçado por outras jornalistas que também deixaram as bancadas, como Fátima Bernardes (“Encontro”) e Ana Paula Padrão (“MasterChef”), Ticiana se diz preparada para lidar com as críticas. “Sei que é arriscado e estou preparada para receber críticas, mas também estou preparada para aprender e estou preparada para melhorar e tenho certeza que vai dar certo”, afirmou a jornalista, que vê com bons olhos a tendência de se misturar jornalismo e entretenimento, cada vez mais presente na TV aberta.

“É bom para o entretenimento receber jornalistas que já vem com uma bagagem de informação, de credibilidade, de um conhecimento mais profundo em determinados temas. E para o jornalista é bom porque o entretenimento vem com uma linguagem mais preocupada com a estética, mais moderna, com mais interatividade”, analisou.

Maternidade

Além de ter trocado de emissora e de função, Ticiana iniciou outra fase de sua vida recentemente. Em janeiro, ela deu à luz Joesley, seu filho com o empresário Joesley Batista. Com os horários apertados – em dia de gravação, ela sai de casa às 5h30 e volta às 22h –, a jornalista tem contado com a ajuda da sogra, da mãe e da babá para cuidar do menino nessa volta ao trabalho – e o leva para o estúdio quando grava por vários dias seguidos.

“Quando eu saio, ele está dormindo, e quando eu volto, ele está dormindo”, contou. “Fico um dia sem vê-lo quando gravo. É supersofrido, mas não faço drama não. Minha mãe me criou a vida inteira trabalhando também, e tantas mães precisam e trabalham. No tempo que estou com ele, procuro me dedicar muito a ele. E fico o tempo todo com telefone ligado, em contato com minha sogra, com a babá, com minha mãe. Sei que ele é superbem cuidado, com pessoas que amam ele, que são os avós, então me tranquiliza mais.  O primeiro mês é complicado, agora que estou começando a me acostumar”.

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios