Televisão

Coreia do Norte presta homenagem a "querido líder" com promoções e fogos

Seul, 16 fev (EFE).- O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, ordenou nesta segunda-feira a promoção de 27 altos cargos militares por causa do aniversário de falecido pai, Kim Jong-il, em um dia festivo que começou com fogos de artifício em Pyongyang.

O jovem ditador, que nomeou um coronel-general, sete tenentes-generais e 19 comandantes-gerais, desejou que os oficiais promovidos "cumpram com suas honoráveis responsabilidades e deveres para conseguir o mais rápido possível a vitória final", segundo informou a agência estatal "KCNA".

O coronel-general nomeado é Choe Kyong-song, comandante das forças especiais do poderoso Exército Popular da Coreia do Norte, que conta com cerca de 1,1 milhão de soldados.

Kim Jong-un também demonstrou respeito e deixou flores diante do corpo embalsamado do pai, exposto no Palácio do Sol de Kumsusan, na capital norte-coreana.

O aniversário de Kim Jong-il, que nesta segunda-feira completaria 73 anos, começou na meia-noite com o lançamento de fogos de artifício em Pyongyang, segundo descreveu a "KCNA".

Ainda não foi divulgado se haverá mais atos ao longo do dia no país, que é caracterizado pelo extremo culto aos líderes. Os cidadãos acreditam ser pouco provável a realização de um desfile militar, já que isso não ocorreu no ano passado.

O "Dia da Estrela Brilhante" presta homenagem ao "querido líder" Kim Jong-il, que governou o país com mão de ferro durante 17 anos, de 1994 até sua morte, em dezembro de 2011. O poder foi herdado pelo filho, Kim Jong-un, o chefe de Estado mais jovem do mundo, com apenas 32 anos, segundo estimativas. EFE

Publicidade

Você vai curtir!

Você vai curtir!
Fechar
Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios