Filho gato de Claudio Zoli se lança na música e brinca: ‘Cantei de biquíni sem parar’

por


João Zoli, de 24 anos, é filho caçula de Claudio Zoli, bem que tentou fugir da carreira artística. Até os 18, ele jogou na zaga do Juniores do Botafogo. Mas um incidente interrompeu a carreira dele nos campos. “Rompi os ligamentos do joelho e aí não teve jeito. Até recebi a proposta para permanecer no time, mas machucado não dava mais”, conta ele, que ficou um ano meio perdido sem saber que rumo tomar.
Foi o pai, de quem adotou o sobrenome artístico famoso, que deu a sugestão para ele estudar interpretação. “Fui para a CAL (Casa de Artes de Laranjeiras) e fiquei três anos, me formei”, conta o carioca, que acaba de iniciar um projeto musical com Douglas Sampaio, o Origem, que tem uma pegada de hip hop. “Me apaixonei pelo rap, mas também temos melodia, estamos ensaiando, formando uma banda”, diz empolgado.
As letras que escreve tem muito do que vive. Inclusive dos foras que já tomou. Acreditem, o gato das fotos nem sempre foi assim, ele garante. “Eu era bem esquisitinho até meus 21 anos. Depois que terminei um namoro de cinco anos passei a me cuidar, entrei para uma agência de modelos, passei a malhar, cuidar da alimentação. Meus amigos dizem que Deus operou um milagre em mim”, brinca ele, atualmente livre, leve e solteiro.
Com o pai, a parceria é grande. Mesmo com Claudio morando em São paulo e João no Rio, tentam se ver uma vez por mês ao menos. E ele brinca que já zoou e foi zoado por conta de uma das músicas mais famosas de Zoli, “Noite do prazer”, na qual a estrofe “Tocando BB King sem parar” inevitavelmente confunde os ouvintes: “Já cantei de biquíni sem parar’.

Você também vai curtir