Malhação 2015 – Campeã de cartas, Julia Konrad diz que fãs têm medo de vilã de “Malhação”

Pedro Curi/TV GloboCiça (Julia Konrad) e Uodson (Lucas Lucco) em "Malhação: Seu Lugar no Mundo"

By
Malhação 2015
Ciça (Julia Konrad) e Uodson (Lucas Lucco) em “Malhação: Seu Lugar no Mundo”

Cada vez que Julia Konrad coloca o pé na rua, sente que causa um burburinho. Mas, por conta das atitudes nem tão simpáticas de Ciça, sua personagem em “Malhação: Seu Lugar no Mundo”, a atriz percebe um certo receio dos fãs em se aproximar.

“As pessoas olham, apontam, mas ficam com medo de vir falar comigo. Gente, eu não mordo! A Ciça é só um personagem, é pura construção! Outro dia no shopping uma menina veio no sapatinho, pediu para tirar uma foto e disse: ‘Mas você é tão boazinha…'”, diverte-se.

Por outro lado,  Ricardo Feltrin, Julia está no Top 5 das campeãs de cartas da Globo, junto com Monica Iozzi, Tatá Werneck, Bruna Marquezine e Letícia Lima. Nada mal para quem interpreta uma antagonista na novela adolescente.

“Ainda estou para receber essas cartas, estou muito curiosa! Acho que é tudo ameaça de morte, deve ser um recorde desse tipo (risos). Não esperava isso de jeito nenhum, a Ciça é uma vilã, é odiada. Mas é muito gostoso. Não tinha noção da visibilidade de ‘Malhação’, é muito bom saber que tem um monte de gente acompanhando meu trabalho”, afirma.

A personagem está prestes a passar por algumas transformações. Atualmente numa cadeira de rodas, ela vai voltar a andar em breve. Além disso, retoma aos poucos a carreira musical, depois de aceitar a proposta de Uodson (Lucas Lucco) para ser a vocalista da banda formada pelos alunos do Leal Brazil e do Don Fernão.

“Tudo que aconteceu na vida dela impactava negativamente, foram coisas muito ruins. Até então ela estava cuspindo marimbondos. Perdeu o namorado, foi abandonada pelo pai, foi atropelada, ficou numa cadeira de rodas, descobriu que estava grávida. Nessa nova fase, o impacto será positivo, ela vai começar a olhar o mundo com outros olhos. Inclusive a banda. O contato com a música é algo que a alimenta, remete muito ao João (João Vithor Oliveira), era o sonho dos dois”, analisa.

João Miguel Júnior/TV Globo

Malhação 2015

Ciça, de cadeira de rodas, ao lado de Rodrigo (Nicolas Prattes) em cena de “Malhação”

A maternidade também será outro fator imprescindível para que Ciça encare a realidade de outra forma. “Filho é um marco muito importante na vida de qualquer pessoa. Gravo com uma barriga de mentira, e é impressionante como a gente tem um instinto. Imagino como ela está se sentindo com um ser que veio da pessoa que ela mais amava nesse mundo crescendo dentro dela. Tudo isso vai fazer ela pensar um pouquinho, talvez inconscientemente, nas atitudes dela”, conta.

Para construir a personagem, Julia explica que anota num caderno informações que vai colhendo da sinopse e dos roteiros. A fim de tornar a vivência de uma cadeirante mais verossímil ela também conta com a assessoria de uma fisioterapeuta nos bastidores. “É muito bacana descobrir como ela andaria, como a perna responde a essa pressão da muleta. Nos intervalos, estou sempre com muleta, tentando me encaixar no corpo dela”, conta.

O que não muda, por enquanto, é a resistência de Ciça em corresponder ao interesse de Uodson, que já lhe roubou um beijo e não desiste de tentar conquistá-la. Mas a atriz faz questão de esclarecer que, ao contrário do que o cantor gosta de dizer, é tudo técnico sim. “Cena romântica é tão coreografada quanto um atropelamento. Entendo que ele falou em tom de brincadeira, ele tem esse appeal com as fãs, mas beijo sempre é técnico”, diz ela, namorada do ator Caio Paduan (o Afonso de “Além do Tempo”).

You may also like