Famosos

Carolina Dieckmann não pensa em trabalhar nos EUA após mudança: ‘Negando’

Atualmente morando nos Estados Unidos com o marido, Tiago Worcman, com quem comemorou 10 anos de casamento, Carolina Dieckmann revelou que ainda não pensa em arranjar trabalhar no país. Inclusive, a atriz contou que está se segurando por causa de sua trajetória no Brasil. “Estou nesse momento, de ver um agente lá. Estava supernegando. Nunca tive vontade de trabalhar fora do Brasil. Acho que tenho uma carreira muito identificada com meu país, principalmente por conta das novelas, e de elas serem algo tão especial para o público daqui. Gosto de trabalhar aqui, gosto dos colegas, do que a arte significa nesse país, com esse povo, essa situação econômica e cultural. Só que eu não sei até quando vou ficar lá, então não sei até quando vou conseguir negar isso, essa questão de trabalhar lá também”, justificou em entrevista ao site “Glamurama”.

Escalada para a novela “O Sétimo Guardião”, Carolina recusou o papel em “O Outro Lado do Paraíso” por causa de sua mudança. “Acho que a Grazi (Massafera) pegou”, disse sobre a vilã do folhetim de Walcyr Carrasco. Segundo a atriz, não era possível conciliar sua vida nos Estados Unidos com a produção. “Não consegui. Não vai dar pra eu fazer porque o José (o filho caçula) está muito bem adaptado na escola em Miami. Fazer uma novela que se passa no Tocantins para quem mora nos Estados Unidos ficou inviável. Eu fiquei supertriste, era mesmo um personagem incrível. Agora estou escalada para a novela do Aguinaldo (Silva), vamos ver. Quando chegar mais perto… É depois da do Walcyr, pra março do ano que vem.”

Em seu tempo no exterior, Carolina, criticada na web por sua magreza, encontrou um novo hobby: aquarela. Porém, a atriz não tem intenção de expor suas obras no momento. “Estou me dedicando a fazer aquarelas. Fiz um curso em Miami, mas já tinha começado a experimentar antes de me mudar pra lá. Não me sinto uma artista pronta para expor nada, imagina. Acaba que o que eu estou fazendo é um pouco reflexo do que estou sentindo, nem sei, nem tenho muita noção. Daqui a algum tempo, quando eu olhar, vou identificar um monte de coisa que eu ainda não vejo exatamente. A arte visual, colocar em algum lugar as coisas que você sente, ela é misteriosa. Isso porque cada um vê uma coisa, você mesmo vê coisas diferentes com o tempo, vai amadurecendo aquilo. É papo de maluco, mas é verdade. Estou bem feliz, estou gostando”.

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios