Aos 25 anos, Jennifer Lawrence atinge marca de US$ 5 bilhões em bilheterias

Daniel Leal-Olivas/AFP9.mai.2016 – Jennifer Lawrence na premiere de "X-Men: Apocalipse" em Londres

de
  • Daniel Leal-Olivas/AFP
    Aos 25 anos, Jennifer Lawrence atinge marca de US$ 5 bilhões em bilheterias
     Jennifer Lawrence na premiere de “X-Men: Apocalipse” em Londres

     

Jennifer Lawrence acaba de bater os US$ 5 bilhões (aproximadamente R$ 18 bi) em bilheterias somando o lucro de todos seus filmes lançados internacionalmente. Aos 25 anos, a atriz que tem dez de carreira atingiu a marca nesta quarta-feira (1º). Os números são do “Box Office Mojo”, que contabiliza bilheterias de cinema de todo o mundo.

A conta do site especializado inclui 17 títulos. Entre eles, estão os quatro filmes da franquia “Jogos Vorazes”, em que Jen interpreta a protagonista Katniss Everdeen, e os três “X-Men” em que ela vive a Mística.

Os quatro filmes da parceria com o ator Bradley Cooper também não ficaram de fora da lista, inclusive “O Lado Bom da Vida”, que deu o primeiro Oscar à atriz em 2013.

Entre os outros seis títulos do ranking milionário, figura também “Inverno da Alma”, drama que a revelou em 2010 com sua primeira indicação ao Oscar (hoje ela acumula quatro indicações e uma estatueta).

No topo dos filmes mais rentáveis de Jennifer Lawrence está “Jogos Vorazes: Em Chamas” (2013), que acumula US$ 865 milhões em bilheterias. Em segundo lugar está o terceiro filme da mesma franquia, “Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 1” (2014), que soma mais US$ 755 milhões. Também de 2014, “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido” rende mais US$ 748 milhões à conta, alçando o terceiro lugar entre as produções com a jovem atriz que mais lucraram.

Em seguida aparecem “Jogos Vorazes” (US$ 694 mi), “Jogos Vorazes: A Esperança – Parte 2” (US$ 653 mi), “X-Men: Primeira Classe” (US$ 353 mi), “X-Men: Apocalipse” (US$ 277 milhões), “Trapaça” (US$ 251 mi), “O Lado Bom da Vida” (US$ 236 mi), “Joy” (US$ 101 mi), “A Última Casa da Rua” (US$ 44 mi), “Inverno da Alma” (US$ 14 mi), “Um Novo Despertar” (US$ 7 mi), “Vidas Que se Cruzam” (US$ 5,6 mi), “Serena” (US$ 5 mi), “Loucamente Apaixonados” (US$ 3,7 mi) e o documentário “A Beautiful Planet” (US$ 1,7 mi), que é narrado pela atriz.

Vale lembrar que em 2015 Jennifer já encabeçou a lista de atrizes mais bem pagas do mundo da revista Forbes, com uma arrecadação de cerca de US$ 52 milhões. Ela, inclusive, ficou bem à frente de Scarlett Johansson, a segunda na lista, que teve ganhos estimados em US$ 35,5 milhões, e da terceira, Melissa McCarthy, com seus US$ 23 milhões.

Um ano antes, em 2014, quando brilhou (e lucrou) em “Jogos Vorazes” e “X-Men”, ela também já tinha sido apontada pela mesma revista como a atriz mais rentável de Hollywood.

Entre os próximos projetos de Jennifer que chegam aos cinemas estão a ficção científica “Passengers”, que estreia no Brasil em dezembro e o filme “It’s What I Do” (“É o que Eu Faço”, em tradução livre), drama dirigido por Steven Spielberg em que ela interpretará uma fotógrafa de guerra sequestrada na Líbia em 2011.

Para 2017, Jennifer também já foi escalada para um drama ainda sem título do diretor americano Darren Aronofsky.

Você vai curtir