Televisão

Apertado, homem interrompe gravação e deixa programa para ir ao banheiro

14jan2015---casos-de-familia-1452799093306_300x200Apertado, um rapaz interrompeu a gravação do programa “Casos de Família”, no SBT, e pediu à apresentadora Christina Rocha licença para deixar a atração e ir ao banheiro. A cena inusitada foi exibida na íntegra pela emissora, nesta quinta-feira (14).

“Christina, posso ir ao banheiro? Estou muito apertado”, disse ele. “Pode, coitado”, respondeu a apresentadora.

Volta e meia, o “Casos de Família” enfrenta denúncias de armação, por meio da contratação de figurantes.

Segundo o colunista Flávio Ricco noticiou em 2012, o programa oferece R$ 80,00 de cachê para os seus participantes simularem determinadas situações. Por exemplo, gays se passando por héteros e daí em diante. De acordo com essas pessoas, existe todo um esquema montado.

Terceiros, que não têm ligação direta com a produção ou com a própria emissora, são encarregados de correr atrás dos interessados. Chegam inclusive a colocar anúncios em postes e pontos de ônibus na periferia de São Paulo ou em cidades da Região Metropolitana.

É oferecido aos que se habilitam, ainda segundo relatos, dinheiro vivo logo depois da participação no programa –ou até mesmo próteses dentárias. Informa-se que existem registros de uma mesma pessoa ter aparecido três ou quatro vezes, isto após assinar um documento, frente e verso, comprometendo-se a não revelar o “joguinho de cena”.

Ouvido, na ocasião, o SBT confirmou o pagamento de R$ 80,00 aos participantes e R$ 30,00 aos tais agentes, para trazer os casos ao programa. E também o tratamento dos dentes, se for necessário. Assegura, por fim, que tudo é convenientemente checado antes da exibição.

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios