Cinema

‘Tô Ryca 2’: filme com Samantha Schmütz estreia nos cinemas

Selminha, personagem de Samantha Schmütz em “Tô Ryca”, está de volta aos cinemas. Em “Tô Ryca 2”, a protagonista que herdou uma bolada com a herança de um tio, perde tudo no novo filme.

Na comédia dirigida por Pedro Antonio, a personagem principal, Selminha, volta à cena como uma mulher milionária, mas que nunca se desconectou de suas origens. Aliás, essa é a grande diferença da continuação, que passa a focar mais nas histórias envolvendo a classe pobre. Até lá, a ostentação segue apresentada em uma casa repleta de empregados, roupas caras, comida e bebida à vontade, dividindo espaço com uma proprietária excêntrica e apegada à sua comunidade de origem, Quintino. Por lá, Selminha faz visitas frequentes aos moradores, ajuda boa parte deles e até promete organizar uma grande feijoada aberta na quadra.

Tudo parece perfeito, nesse misto de solidariedade e vida de luxo, até a protagonista ser surpreendida por uma homônima, que reivindica seus direitos pela fortuna deixada de herança por um tio que ela também não conhecia. Uma segunda Selminha Oléria Silva, vivida pela atriz Evelyn Castro, reforça o tom humorado nessa história, ao entrar em guerra por todos os bens adquiridos por sua rival até então. Em meio a tanta confusão, resultado: o dinheiro fica congelado e, até que a situação se resolva oficialmente na Justiça, a primeira Selminha terá que se manter com apenas um salário mínimo, o que significa R$ 30 para gastar por dia. E como viver com esse dinheiro?

O momento de recuar e se adaptar ao antigo estilo de vida, para poder reconquistar os bens, é o ápice do filme. Com bastante humor, Samantha Schmütz, que na vida real vem se posicionando em questões políticas e econômicas nas suas redes sociais, retrata, em meio ao riso e ao desespero, os desafios da vida do pobre, do momento em que ele acorda, vai para o trabalho, lida com as cobranças do patrão e enfrenta os problemas gerais de uma cidade grande, como transporte público apertado e alagamento em tempos de chuva.  

Para “rir da própria desgraça”, ela conta com um elenco entrosado ao tema, como a atriz Katiuscia Canoro, no papel da melhor amiga Luane e do funcionário fiel, vivido pelo comediante Rafael Portugal, considerado o destaque do momento quando o assunto é comédia. Na lista também estão Anderson Di Rizzi, Marcello Melo Jr, Charles Paraventi e participação especial da dupla Maiara e Maraisa. O longa tem roteiro de Fil Braz, de “Minha mãe é uma peça 2”, produção da Glaz, coprodução Globo Filmes e Paramount Pictures Brasil, apoios da Investimage, Telecine e distribuição pela Downtown Filmes.

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo