Mulheres

Atriz e modelo, Suzi Sassaki relembra caso de assédio com a Playboy Brasil: “me senti humilhada”

Com passagens pelo SBT, Band e RedeTV, a atriz e modelo Suzi Sassaki, 25 anos, abriu o jogo e não economizou nas polêmicas durante entrevista para o podcast Fama Pop. Entre outros assuntos, ela lembrou da proposta que recebeu da Playboy em 2017, logo que começou a gravar participações no Pânico na Band. Ela conta que foi assediada sexualmente por André Sanseverino, até então um dos diretores da revista.

“Ele me pedia fotos sensuais, me pedia para fazer videochamada, eu fui assediada por ele. Não era nada profissional. Eu cheguei a mandar nudes para ele e só depois me toquei que ele estava me usando e me abusando sexualmente. Eu não tinha essa malícia, era tudo novo para mim. Ele fez vários convites para sair comigo em troca de uma capa na revista. Mas nunca rolou nada, não chegamos a nos encontrar”, conta.

Suzi conta que ficou traumatizada com o episódio e que na época se afastou do meio artístico. Na época, ela havia participado de um concurso de beleza e recebeu convite de uma outra revista masculina, a Sexy. “Cheguei a negar o convite da Sexy porque eu fiquei muito mal com todo o assédio da Playboy. Queria distância de tudo aquilo, fiquei horrorizada de verdade. Me senti usada e humilhada. Acabei indo para os Estados Unidos tentar novos projetos”, lembra.

Em nova fase, e superado o caso de assédio, Suzi ainda contou que posaria nua por considerar glamoroso. E entregou que na época, a Sexy havia oferecido R$ 50 mil por seu ensaio nu. “Hoje eu faria até sem cachê, apenas para viver essa experiência, faria por prazer mesmo. Eu acho o nu artístico lindo, elegante… tenho essa vontade sim, desde que seja tudo profissional, claro. E faria inspirado nas divas dos anos 90, aquelas que posaram no auge”, completa.

Fotos: Leandro Müller / Edu Graboski / Divulgação

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios