Sonia Braga rebate críticas de Ministro da Cultura a protesto em Cannes

Dois dias depois de o Ministro da Cultura Marcelo Calero criticar o protesto feito pela equipe do filme "Aquarius", em Cannes, a atriz Sônia Braga o rebateu em carta aberta publicada em seu Facebook.

por

944a25c9d37b7492b89132e1fdd8c835

Dois dias depois de o Ministro da Cultura Marcelo Calero criticar o protesto feito pela equipe do filme “Aquarius”, em Cannes, a atriz Sônia Braga o rebateu em carta aberta publicada em seu Facebook.

Em entrevista ao programa “Preto no Branco”, exibida no último domingo no Canal Brasil, Calero, nomeado pelo presidente interino Michel Temer, chamou de uma “irresponsabilidade quase infantil” o protesto do qual participaram Braga, o diretor do filme Kleber Mendonça Filhos, os atores Maeve Jinkings, Humberto Carrão e outros membros da equipe. “Eu acho até um pouco totalitário, porque você quer pretender que aquela sua visão específica realmente cobre a imagem de um país inteiro. Eu acho que a democracia precisa ser respeitada e acho que é um desrespeito falar em golpe de Estado com aqueles que viveram o golpe realmente, o de 1964. Pessoas morreram. E as pessoas esquecem isso. Então eu acho [o protesto] de uma irresponsabilidade quase infantil”.

Em seu Facebook, Braga escreveu: “Como pode um Ministro dizer que um ato democrático como o nosso é a representação de um País inteiro? Isso é desconhecimento do que significa plena democracia. Se estivéssemos falando em nome de todos não precisaríamos, evidentemente, fazer o ato”, disse ela.

“O Ministro da Cultura ofendendo artistas é inadmissível. O senhor está nesse cargo para dialogar, para nos ajudar, para fazer a ponte com quem nos explora”, continuou.

O diretor Kléber Mendonça Filho também se pronunciou via Facebook e sugeriu ao ministro interino que leia o edidorial publicado ao jornal “The New York Times” sobre a medalha de outro do Brasil para a corrupção para redefinir sua noção do que está fazendo o país passar vergonha internacionalmente. “O ‘The New York Times’ é o mesmo jornal de influência mundial que incluiu meu filme anterior – ‘O Som ao Redor’ -, fruto do MinC, entre os 10 Melhores de 2012, um orgulho para a Cultura Brasileira. Abs, Kleber”, escreveu.

Você também vai curtir