Cantora paulista Tiê diz que sofre de vitiligo e lúpus: “Susto foi grande”

A cantora paulista Tiê contou na manhã desta quarta-feira (24) que sofre de duas doenças autoimunes, lupus e vitiligo. O depoimento da artista aconteceu durante participação no "Encontro com Fátima Bernardes", na Globo.

por

Tie_-_Divulgacao_4-450x372A cantora paulista Tiê contou na manhã desta quarta-feira (24) que sofre de duas doenças autoimunes, lupus e vitiligo. O depoimento da artista aconteceu durante participação no “Encontro com Fátima Bernardes”, na Globo.

No caso da vitiligo, Tiê afirmou que as manchas na pele apareceram ainda na adolescência e que, por isso, sofreu muito preconceito ao longo do tempo. “Foi super delicado. Eu sofri muito preconceito, por anos, eu sofri muito, até que um dia eu resolvi me desencanar e chamar de ‘nem te ligo'”, disse ela.

A cantora disse que, em seguida, já por volta dos 26 anos, descobriu que tinha uma outra doença, lupus, que culimou com consequências graves que quase a levaram à morte. “E aí, eu quase morri mesmo. Foi um pequeno câncer no pulmão, mas foi muito sério”, lembrou a cantora, que precisou fazer uma cirurgia às pressas.

“[Depois disso], foi aí que me aceitei, na hora do medo, rolou a aceitação, foi aí que me encontrei. O processo foi bom [no sentido] que aceitei os meus limites”, avaliou.

Responsável pelo sucesso “A Noite” em “I Love Paraisópolis”, Tiê é considerada um dos mais importantes da nova safra de cantores da Música Popular Brasileira.

Você também vai curtir