Televisão

“Tenho ânimo de trabalho, mas cansei um pouco de mim”, diz Andréa Beltrão

  • João Cotta/TV Globo"Tenho ânimo de trabalho, mas cansei um pouco de mim", diz Andréa Beltrão
  • Bianca Ramoneda entrevista Andrea Beltrão para o “Ofício em Cena”

Após 15 anos quase ininterruptos na TV, Andréa Beltrão saiu do ar recentemente. A atriz se dedicou durante oito anos à série “A Grande Família” e cinco anos ao “Tapas e Beijos”. Com tanto tempo sem tirar férias, ela compara o tempo dedicado às séries ao período de gravação de uma novela.

“É como se eu tivesse feito 14 novelas, com dois meses de intervalo entre uma e outra. Foi uma estiva de trabalho bastante grande. Mas não por isso, porque eu tenho ânimo e força de trabalho suficientes, mas cansei um pouco de mim mesma, apesar de me ver muito pouco na televisão. O meu prazer real no oficio é o fazer. Me ver não é exatamente a melhor parte”, explica ela, que encerra a temporada do “Ofício em Cena”, que vai ao ar no dia 1º de dezembro às 23h30.

Com mais de 30 anos de carreira, Andréa lembra com carinho de alguns personagens, e destaca a Zelda Scott, de “Armação Ilimitada”.

“O primeiro papel que fiz na televisão foi na novela ‘Corpo a Corpo’, onde fiz par romântico com o Marcos Paulo. Ouvia ele falar o tempo todo de um projeto jovem, com surfistas, chamado ‘Armação Ilimitada’. Estava louca para fazer, até que a Zelda caiu no meu colo. Foi um dos portais que se abriram para mim”, conta.

Para Andréa, quanto mais um ator ensaiar uma cena, melhor ela será quando for finalizada. “Também gosto muito do outro lado, do improviso, o que acontece sem querer. É muito lindo mas, para que isso aconteça, você tem que ter um preparo, uma bagagem enorme para reconhecer a beleza e a raridade disso e saber deixar acontecer”, complementa.

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios