Música

Hozier nega processo por difamação contra o músico Chilly Gonzales

Canadense havia sugerido que “Take Me To Church” seria plágio de “How Come You Never Go There”, de Feist

Hozier

Depois da repercussão de que iria processar o canadense Chilly Gonzales por difamação, Hozier veio a público desmentir a história.

No último episódio de sua série no YouTube Pop Music Masterclass, o músico comparou o sucesso “Take Me To Church” com o de sua amiga pessoal Feist, “How Come You Never Go There“, insinuando que a primeira seria um plágio da segunda.

A versão irlandesa do jornal The Sunday Times então publicou uma declaração de Caroline Dowley, empresária de Hozier, dizendo que eles iriam processar Chilly.

Nesta segunda-feira (5), a voz de “From Eden” usou seu Facebook para esclarecer a situação. “O que eu recebi foi um pedido de desculpas e retratação de uma suposição injusta. Isso foi feito pelo Jason Beck (Chilly Gonzales), que eu aprecio muito”, escreveu o músico em seu Facebook.

“Eu continuarei a seguir e respeitar seu trabalho e estou ansioso para deixar esse assunto para trás. Jason Beck tem sido cooperativo e compreensível e não há ressentimentos da minha parte”, concluiu o cantor, assinando com seu nome de batismo Andrew Hozier-Byrne.

Confira as letras, traduções e mais de Hozier no Popzone.

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios