“Downton Abbey” tem figurinos originais de 1920 que passam de mil libras

grupoEstilista do figurino de “Downton Abbey”, Anna Robbins revelou que parte dos vestidos de época usada pelos atores é original e que a roupa de Maggie Smith é a que demanda mais tempo para ser feita.

“Para as mulheres do ‘andar de cima’, por volta de 60% das roupas do armário delas é feito do zero e o restante são bolsas vintage que foram restauradas”, disse a profissional, em entrevista para o site Femail.

Anna contou que visita feiras de roupas vintage de Londres e Paris, além de comerciantes na Escócia, em busca do figurino para a aclamada série britânica.
Ela também falou que alguns vestidos são originais dos anos 1920 e que chegam a custar mais de 1 mil libras, para depois serem restaurados.

“Para fazer um design completamente do zero, como cortar e produzir o tecido, pode levar até quatro dias, enquanto costurar, como no caso as roupas de Mary, leva ainda mais tempo”, disse. “Os vestidos de Maggie Smith são os que demoram mais pare serem feitos porque são muito elaborados e possuem muitas camadas. As mulheres que interpretam as criadas ficam com muita inveja”, afirmou.

Para a quinta temporada, a estilista disse que encontrou “uma maravilhosa jaqueta laranja e verde com uma enorme gola de pele que dá a silhueta perfeita de 1920, mas nunca tivemos a chance de usá-la”.

Entre outras curiosidades, Anna disse que o vestido de casamento de Lady Rose, que aparece na quinta temporada, era uma peça tule original de uma coleção privada de um comerciante de roupas antigas de Islington, na Inglaterra.

Cada roupa é pensada especialmente para cada personagem e segue uma série de exigências. “Lady Mary tem linhas suaves e um toque andrógino”, exemplificou Anna. “Mary está ainda mais fashion agora e mostrando tanto quanto pode das novas coleções”, completou.

Publicidade

Você vai curtir!

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios