Fábio Porchat nega ser gay: “De quem é mesmo as pessoas não falam”

Assédio dos fãs, religião e a rumores sobre sua sexualidade foram alguns dos assuntos comentados por Fábio Porchat em entrevista para a edição da revista "Playboy" de julho. O humorista do "Porta dos Fundos" não apenas negou que é homossexual, como aproveitou para lançar uma questão relacionada a famosos que são gays assumidos.

By

fabio-porchatAssédio dos fãs, religião e a rumores sobre sua sexualidade foram alguns dos assuntos comentados por Fábio Porchat em entrevista para a edição da revista “Playboy” de julho. O humorista do “Porta dos Fundos” não apenas negou que é homossexual, como aproveitou para lançar uma questão relacionada a famosos que são gays assumidos.

“Você já reparou que de quem é gay mesmo as pessoas não falam?”, disse. “Eu nunca vi um boato dizendo que o Marco Nanini era gay, ou um rumor falando que o Luiz Fernando Guimarães é gay. De quem é gay mesmo as pessoas não falam. Acho isso curioso…”, emendou. O humorista, no entanto, disse que assuntos como homossexualidade deveriam ser tratados com mais naturalidade.

Na mesma entrevista, Porchat disse que a sua popularidade não contribui necessariamente para uma vida sexual mais movimentada.

“Com o comediante é diferente. A realidade é que ninguém quer dar para o comediante, ele é o amigão que te conta uma piada”, declarou. “Você pode ver que, depois do espetáculo, fica muita mulher para tirar foto, mas é mulher casada que veio com o marido”, analisou.

“Você não discute nada por causa da religião”

Fábio Porchat falou que gosta de religiões, tema que gosta de tratar nos esquetes do Porta dos Fundos, mesmo que seja ateu.

“Para mim tudo isso [as religiões] é uma junção de coisas, de lendas e de histórias, que eram uma forma de ensinar as pessoas. E são lendas bacanas”, afirmou.

Ainda assim, disse considerar “um atraso” a forma como o assunto é tratado no âmbito político: “Você não discute nada por causa da religião! Não discute nem droga direito, pelo amor de Deus! Da homossexualidade você não pode falar, não pode falar sobre casamento gay. Olha o atraso!”.

Em seguida, ironizou a setores que se opõem à legalização do aborto: “Parece que toda mulher vai ter que abortar, que o aborto vai ser obrigatório. Você vai chegar grávida e o médico vai falar: ‘Vixe, senhora, não vai ter jeito. Vai ter que abortar'”.

You may also like