Verdades Secretas – Marieta Severo faz elogios a Walcyr Carrasco

Marieta Severo elogiou "Verdades Secretas" e disse que a novela de Walcyr Carrasco "coloca o dedo na ferida" ao denunciar o esquema de prostituição que envolve nos bastidores do mundo da moda. Na trama, modelos são contratadas para encontros sexuais com clientes da Fanny Models, a agência de sua personagem, Fanny Richards.

por

fila-a-desfile-juliana-jabour-spfw

Marieta Severo elogiou “Verdades Secretas” e disse que a novela de Walcyr Carrasco “coloca o dedo na ferida” ao denunciar o esquema de prostituição que envolve nos bastidores do mundo da moda. Na trama, modelos são contratadas para encontros sexuais com clientes da Fanny Models, a agência de sua personagem, Fanny Richards.

“O trabalho de nós, artistas, é esse: o de não jogar a poeira para debaixo do tapete, é levantar o tapete, ver, apontar, mostrar a poeira que está ali. Várias vezes, na novela, o [autor] Walcyr [Carrasco] teve o cuidado de falar que não são todas as agências, mas que isso [o ‘book rosa’] existe. Algumas fazem. Então, é um alerta para essas garotas que muitas vezes vêm do interior. Faz parte da nossa função apontar, mostrar, denunciar, mas sempre com cuidado de dizer que trata-se de uma profissão digníssima. [Mas] a novela coloca um dedo na ferida”, analisou a atriz durante participação no “Domingão do Faustão”, deste domingo (28).

Marieta disse também que esperava ficar um tempo sem trabalhar, depois de interpretar por mais de dez anos a personagem dona Nenê em “A Grande Família”. “Mas aí, veio o convite irrecusável do Walcyr Carrasco e também achei que não era a minha cara de ficar muito tempo sem trabalhar. E aí, veio a Fanny que não tem família, não cozinha, pede delivery em casa, é apaixonada por um garoto. Ou seja, era um universo tão oposto, que ficou irrecusável. Era um desafio. E estou bastante feliz, porque é uma novela de grande qualidade, de boa história”, disse ela.

A atriz, que é citada com carinho por diversos colegas no Projac, recebeu homenagens de Reynaldo Gianecchini, Andréa Beltrão e Marco Nanini. “Quando estreei, você foi uma das primeiras pessoas que me incentivou. Estava começando a carreira, não sabia nada mesmo, e você era de uma generosidade imensa”, disse Gianecchini. “A Marieta é uma atriz extraordinária. A parceria com ela é sempre um aprendizado”, resumiu Nanini.

Fausto Silva entrou na questão da política e quis saber a opinião de Marieta Severo sobre o “país da desesperança”. “Eu sou sempre otimista. Eu não acho que nós somos o país da desesperança, não”, discordou ela. “Acho que o país caminhou muito nos últimos anos. Acho que temos uma crise, sim, mas, para mim, uma coisa muito importante  que se chama ‘inclusão social’, a chamada luta contra a desigualdade. É claro que precisamos estar com uma economia equilibrada. Mas a gente teve muito isso nos últimos anos. É um ponto que fala de maneira muito determinante”, finalizou.

Você também vai curtir