Suzy Cortez realizou um ensaio pela Amazônia

por

O Brasil inicia o ano de 2019 de modo catastrófico frente aos inúmeros desastres ambientais ocorridos, a exemplo, o rompimento da barragem de Brumadinho em janeiro, e recentemente, as queimadas na Amazônia. Atenta a esses problemas ambientais, a modelo Suzy Cortez realizou um ensaio ao estilo indígena pela Amazônia e preservação de manguezais para chamar a atenção da população, fãs e governantes sobre os prejuízos que esses casos podem causar a curto e longo prazo.

Aos olhos do fotógrafo Davi Borges, a modelo entrou no lago apenas de calcinha para as fotos. Em seus adereços, ela usou penas artificiais, de materiais recicláveis, com peças que simbolizam a origem indígena. “Não podemos fechar os olhos para o que está acontecendo no Brasil, algumas tragédias afetam um círculo de pessoas, porém todos devem lembrar que daqui pra frente os prejuízos afetarão a todos os brasileiros, a Amazônia é nossa”, destacou Suzy, que já é considerada musa do Instagram e quer atingir sua campanha com todos os seus 3 milhões de seguidores.

A modelo ainda fez duras críticas aos governantes. “Tal fato contribui para o efeito estufa, e ainda provoca a morte de animais e devastação da vegetação, ridicularizar o meio ambiente reflete no aquecimento global e vulnerabilidade de terras indígenas e públicas”.

Os olhos do Brasil e do mundo se voltam para a maior floresta tropical e maior reserva de biodiversidade da Terra. Combinado a períodos de seca severa, segundo dados do Inpe, o número de focos de incêndio florestal aumentou 83% entre janeiro e agosto de 2019 na comparação com o mesmo período de 2018. É o número mais alto desde que os registros começaram, em 2013. A última grande onda é de 2016, com 66.622 focos de queimadas nesse período.

Você também vai curtir