Ex-atacante do Uberaba Esporte Clube largou o esporte para cursar medicina e fala sobre uso de anabolizantes no futebol “É muita pressão”

por

Lucas Arantes, 33, ex-atacante do Uberaba Esporte Clube admitiu já ter usado hormônios com acompanhamento médico para adquirir estética invejável. Fisgado por agências de modelos enquanto fazia carreira no futebol, em entrevista, o modelo também falou sobre metrossexualidade.

O assunto veio a tona depois da divulgação do estado de saúde do modelo Ângelo Rodrigues, por ter pego uma infecção grave por injeção de testosterona.

“Já fiz uso de substâncias artificiais para me sentir melhor, mais bonito, e sempre com acompanhamento médico mas tudo tem um limite e reconheci isso, ainda mais quando comecei meu curso de medicina. Não vale a pena, o melhor método para ter um corpo legal é praticar algo mais natural como esportes e alimentação saudável, caso contrario, só vemos exemplos com o Ângelo, e que ele se recupere”, disse.

Ângelo teve uma parada cardíaca em decorrência de uma infecção nos tecidos necrosados por causa das injeções do hormônio e passou por três cirurgias. Como se não bastasse, esta em coma e teve falência nos rins. As informações são do Jornal de Notícias de Portugal.

Nos cuidados com o corpo, o modelo brasileiro já foi taxado de metrossexual, apenas por cuidar bem das sobrancelhas e dar um destaque para elas. “A metrossexualidade dos homens não deve ser um tabu, e sim tratada com respeito com quem gosta de cuidar bem da pele, do corpo. Não é algo só para mulheres”.

Longe dos hospitais como paciente de uma causa dessas, Lucas é modelo e está no 5 semestre de Medicina na FAM – Faculdade das Américas. Para ter um corpo perfeito ele sempre defende: disciplina. Mineiro, o modelo tem 33 anos e muitas fãs do seu corpo invejável.

Você também vai curtir