Filhos de Hortência, Antônio e João revelam aumento de assédio nas redes sociais após ‘Tamanho Família’

por

Antônio e João apareceram no Tamanho Família e conquistaram o coração do público. A beleza e a simpatia dos filhos de Hortência fizeram tanto sucesso que os internautas começaram a chamar a ex-atleta de sogra. O Gshow entrou em contato com os gatos e conseguiu falar com eles! Os rapazes falaram sobre a profissão, o que curtem fazer no tempo livre, qual é status de relacionamento deles e mais!

Assim que o Tamanho Família terminou na TV, Antônio e João entraram nas redes sociais e ficaram surpresos com o aumento de seguidores. Eles contaram que receberam muitas mensagens e que ainda não conseguiram responder todas elas.

“Sempre é bom esse tipo de repercussão [risos], achei bem positivo. Ganhei bastante seguidor e recebi muitas mensagens no direct. Não consegui responder todas, infelizmente…”, disse Antônio, que ainda garantiu não ter ficado tímido com tantos elogios:
“Hoje em dia, não mais. Mas se eu fosse mais novo, talvez.”
“Aumentou tanto o número de seguidores como de mensagens, principalmente de desconhecidos. Fico um pouco tímido, mas também fico feliz com os elogios”, disse João.

Não é a primeira vez que Antônio recebe esse tipo de carinho. Por ser filho de Hortência, ex-jogadora que entrou para o Hall da Fama do Basquetebol Feminino, e DJ, ele está acostumado com o assédio virtual:

“Recebo muitas mensagens no Instagram, uma mais criativa que a outra. Durante os shows, tem as que paqueram de longe e as que vão pra cima.”

Ele relembrou uma cantada inusitada:

“Uma situação engraçada foi no dia em que uma menina queria muito que eu entregasse a minha cueca para ela depois do show. Logicamente eu não dei, mas achei engraçado.”
Já João se diverte ao ver os comentários dos fãs nas redes sociais da sua mãe quando ela posta foto com eles:

“Acho engraçado quando comentam nas fotos da minha mãe chamando ela de sogra.”

Antônio
Antônio é DJ e quando está no palco comandando as picapes, se sente à vontade. Ele curte tocar músicas que atinjam desde pessoas mais jovens até mais velhas, gosta de colocar a galera para dançar. “Procuro uma linha mais comercial. Gosto de tocar deep house ou EDM (Electronic Dance Music). A minha agenda está indo muito bem, toco duas vezes, em média, por final de semana”, disse.

Você também vai curtir