Namoradeira assumida, Maria Bethânia diz que gosta de ser conquistada pelo olhar

por


A cantora Maria Bethânia não é de fazer rodeios quando o assunto é vida pessoal, no entanto, em uma entrevista para a amiga Naná Karabachian na última terça-feira, ela resolveu falar pouco mais sobre a sua intimidade. A diva abriu o jogo e tocou em assuntos raramente abordado ao longo da carreira de mais de 50 anos.

A cantora se diz uma mulher namoradeira, mas afirma que nunca teve muito jeito para sedução. “Não sei seduzir nada. Eu sei cantar. Se você me mandar seduzir alguém, eu vou errar total. Eu faço o que eu tenho que fazer, só o meu ofício”, diz ela no canal do Youtube “Hora de Naná”.

Quando é questionada sobre o que mais a atraía nos homens, a cantora foi direta e reta: “Acho bonito homem viril. Desde menina sou atraída. Meu pai era um homem alto, elegante, muito bonito e forte, mulato. Talvez seja esse espelho que eu gosto. Meus namorados masculinos sempre foram assim: rapazes corajosos, valentes, mas doces demais e suaves e amorosos, encantadores e poéticos”.

Bethânia falou ainda que, o olhar é o que mais a encanta nas mulheres: “Gostava do olhar de minha mãe, um modo muito sabido e irônico. Continuo gostando. Acho que o olho é uma bandeira. Às vezes, você é perversa e seu olho é de criança pedindo socorro. Olho e mão são muito fortes para mim”.

Você também vai curtir