A série ‘Mal Me Quer’ conta sobre problemas familiares

por

Com um elenco de primeira, a série Mal Me Quer chega nas telinhas na próxima quinta-feira, 7. Em coprodução com a Boutique Filmes, a produção leva um elenco de mão cheia para a primeira série original de comédia da Warner. Júlia Rabello, Klara Castanho, Felipe Abib, Lipe Volpato, e Chiara Scalett, compõem uma família muito doida que promete prender o espectador a cada capítulo.

A série envolve um casal (vivido por Felipe e Júlia) que está à beira da falência após terem sido enganados por um contador. Ao invés de mudar o padrão de vida e fazer os filhos (Klara, Lipe, Chiara) sofrerem com a crise financeira como a maioria das famílias faria, Marcel e Olívia resolvem enfrentar um divórcio falso, tudo para não perder o patrimônio que conquistaram nos últimos anos. O problema é que com isso eles são obrigados a fingir brigas e atritos, mas acabam gerando discussões reais sobre o relacionamento deles.

“A sinceridade da história acho que é o maior trunfo desse roteiro. Discussões reais, assuntos e questões do agora. Aplicativos de relacionamentos, condições financeiras, filhos nas escolas, voltar a ser solteiro… entender de Tinder. Tudo isso é bem sincero e mostra um roteiro presente com o momento que vivemos”, declara Felipe Abib.
O ator, que vive o marido da Júlia na série, declara que o bom humor saiu dos bastidores da obra. “A gente teve momentos engraçados! De muita convivência a ponto de acabar o almoço e a gente não conseguir parar de se falar. Eu, Ian e Júlia parecíamos turma de colégio no recreio. Se não puxassem a gente pro set a gente ficaria conversamos até de madrugada”.

Já Klara, fã declarada de Friends, afirmou que o processo de gravação foi muito rápido.“Para mim durou de 20 a 25 dias, eram dias curtos, com oscilação de horário, mas foi muito rápido em relação a tudo que eu faço”, disse a jovem atriz.

Sobre sua personagem a Manu, a artista global afirmou que sua personagem não tem nada de parecido com ela na vida real. “A principal diferença que existe entre a gente é a relação que ela tem com a família, porque na série tudo que ela mais quer é fazer o intercâmbio para fugir da família e eu sou muito apegada à minha família”.
“A Manu nasceu de uma observação dos adolescentes em geral, todo adolescente é meio rebelde sem causa em algum aspecto, mesmo que mais contido, mesmo que por motivos mais relevantes, tem sempre uma rebeldia que não faz muito sentido”, disse.

Prometendo divertir o público, Felipe destaca o papel da comédia nos dias atuais. “É levar outros humores ao espectador, a trazer mais inteligência e versatilidade de histórias. De não subestimar o público e levar a máxima potência o que humor pode ser, com mais franqueza, mais roteiros de alto nível”.
Mal Me Quer estreia nesta quinta-feira, 7, às 19h35, no canal Warner.

Você também vai curtir