TOPO

Globo rebate acusação de Bolsonaro no JN

por Redação / Publicado em sexta-feira, 31 ago 2018 16:00 PM / / 89 views

 A TV Globo divulgou, ao fim do “Jornal Nacional” , uma nota em que rebate declarações de Jair Bolsonaro, candidato do PSL à Presidência, sobre a publicidade feita pelo governo federal na emissora.  Sobre o tema da desigualdade salarial entre homens e mulheres, o candidato minimizou a questão e disse Renata “ com toda certeza” ganharia menos do que Bonner:

“Não sei ao certo, mas com toda certeza há uma diferença salarial aqui, parece que é muito maior para ele que para a senhora”.

No entanto, Renata é editora-executiva e Bonner é editor-chefe, cargos hierarquicamente diferentes. Embora dividam a bancada do JN.

A jornalista retrucou:

Candidato, desculpe até, eu vou interromper vocês dois. Sim, eu poderia até como cidadã, e como qualquer cidadão brasileiro, fazer questionamentos sobre os seus proventos, porque o senhor é um funcionário público, deputado há 27 anos, e eu, como contribuinte, ajudo a pagar o seu salário. O meu salário não diz respeito a ninguém. E eu posso garantir ao senhor, como mulher, que eu jamais aceitaria receber um salário menor de um homem que exercesse as mesmas funções e atribuições que eu. Mas agora eu vou devolver a palavra ao senhor, para o senhor continuar o seu raciocínio.

Em seguida Jair Bolsonaro respondeu:

Pode ter certeza, né? Vocês vivem em grande parte aqui de recursos da União. São bilhões que recebem o sistema Globo, de recursos da propaganda oficial do governo.

Segundo a nota da Globo, lida no ar pelo âncora William Bonner, a afirmação de Bolsonaro é “absolutamente falsa.”

De acordo com o comunicado, a propaganda oficial do governo federal e de estatais na Globo corresponde “a menos de 4% das receitas publicitárias e nem remotamente chega à casa do bilhão”. No último balanço disponível publicamente. No último balanço disponível publicamente, correspondente a 2017, a Globo Comunicação e Participações S.A. – empresa que controla a TV Globo – informou receitas consolidadas de R$ 14,8 bilhões em “vendas, publicidade e serviços”

A declaração de Bolsonaro foi para rebater a âncora Renata Vasconcellos, que deu uma bronca no candidato quando ele insinuou que a jornalista ganhava menos que William Bonner exercendo funções similares.

O candidato Jair Bolsonaro, do PSL, afirmou que a TV Globo recebe bilhões de recursos da propaganda oficial do governo. É uma afirmação absolutamente falsa. A propaganda oficial do governo federal e de suas empresas estatais corresponde a menos de 4% das receitas publicitárias e nem remotamente chega à casa do bilhão. Os anunciantes, privados ou públicos, reconhecem na TV Globo uma programação de qualidade prestigiada por enorme audiência e, por isso, se valem dela para levar ao público mensagens sobre seus produtos e serviços. Fazemos esse esclarecimento por apreço à verdade, ao nosso público e aos nossos anunciantes.

|

Comentários no Facebook