TOPO

Justus dá adeus à Record, e quer retomar ‘Aprendiz’ ainda em 2018

por Redação / Publicado em sexta-feira, 16 mar 2018 13:35 PM / / 175 views


Roberto Justus está mesmo de saída da Record, após duas passagens pela emissora, que totalizam onze anos no canal, à frente de programas como O Aprendiz, A Fazenda e Power Couple. Segundo a Veja, o apresentador afirma que seu contrato, que vence em julho, não será renovado porque as negociações não avançaram. “Eu, como empresário, entendo a situação, as emissoras vêm de dois anos muito ruins, o mercado publicitário caiu muito e o canal vem tentando conter despesas”, diz. “Meu salário era muito alto. Não houvesse a questão financeira, nós estaríamos juntos por mais dez anos facilmente. Eu não vivo de TV, gosto de fazer as coisas que me deixam feliz e me completam. Ao mesmo tempo, gosto de ganhar bem.”

Apresentador do reality show O Aprendiz no Brasil por oito temporadas, entre 2004 e 2009 e 2013 e 2014, Justus comprou o formato do programa – só falta assinar o contrato, diz – e pretende levá-lo ao ar ainda neste ano, em uma produção em parceria com a Fremantle. O empresário agora oferece a atração a algumas emissoras abertas de TV. O SBT ou a própria Record, por exemplo, podem acabar abrigando o programa. “Não sei se eles têm grade para isso agora, mas a Record demonstrou interesse. Vou falar com todas as emissoras.”

Eu não vivo de TV, gosto de fazer as coisas que me deixam feliz e me completam. Ao mesmo tempo, gosto de ganhar bem

Justus ainda elogia Gugu Liberato, seu substituto no Power Couple, reality que comandou por duas temporadas, mas sugere uma troca entre Gugu e Marcos Mion, que por sua vez tomou seu lugar em A Fazenda. “Gugu é um grande apresentador. Parece que o programa muda neste ano, vai ser diário, grandioso. Torço muito pelo formato porque é espetacular”, diz. “Mion também é um bom apresentador. Na verdade, A Fazenda tem até mais a cara do Gugu do que o Power Couple, porque é mais popularzão e o Gugu é mais popularzão. Eu teria invertido, colocado o Mion no Power Couple e o Gugu na Fazenda.”

O empresário afirma que entende as razões da Record para acabar com programas de auditório como o de Gugu e Mion. “Alguns (programas de auditório) ainda se mantêm, o Rodrigo Faro tem a maior rentabilidade da emissora, atrai muitos anunciantes. Não estou condenando os programas de auditório, mas tinha muitos na Record: Sabrina Sato, Mion, Geraldo Luís, Faro, todo mundo fazendo coisas parecidas”, diz.

Não considera um erro, porém, a Band ter investido no formato com José Luiz Datena, que vai disputar a audiência dos domingos com Faro. “A Band não tem muitos programas de auditório e o Datena é um talento. Vai ser bem interessante essa briga com o Faro.”

|

Comentários no Facebook