TOPO

No Combatchy de Anitta, o show é de Claudia Leitte e Karol Conká

por Redação / Publicado em segunda-feira, 20 nov 2017 09:29 AM / / 228 views


A festa Combatchy de Anitta, que aconteceu no dia 19 no Espaço das Américas, deixou um público inteiro esgotado de tanto dançar e cantar hit atrás de hit. A festa animou da primeira até a última música, e as duas convidadas, Claudia Leitte e Karol Conká, não mediram esforços pra marcar presença. O formato do show é bem único: as performances se intercalam entre solos e duetos com as três, mas o público era dominado por fãs da anfitriã, que sempre que subia ao palco, levava todos à loucura.

A festa começou pontualmente às 23 horas da noite com um público que só chamava a Anitta. Subindo ao palco primeiro, Karol Conká foi simpática e já ganhou o público com “Gandaia”. Logo depois, Claudia Leitte mandou “Extravasa” e, então, Anitta subiu ao palco pela primeira vez. Com um medley de Beyoncé, a diva pop se limitou a uma dança com um grupo de bailarinos e saiu, só pra deixar o gosto nos fãs que tanto esperavam. E depois de “K.O”, um dueto de Leitte e Conká, Anitta subiu de verdade para cantar “Paradinha”.

A presença de palco de Anitta é inegável, mas ela conta com o amor imediato do público e não precisa se esforçar pra arrancar gritos. A sua performance foi melhorando cada vez mais durante o show; no início, ela cantava menos e dançava mais, com uma trupe de dançarinos atrás. E aos poucos a performance foi se tornando sua. Quando ficava sozinha no ringue, ela brilhava mais. Sem coreografia programada, Anitta se solta sozinha e sabe dar um show solo: isso aconteceu em “Is That For Me?” e “Você Partiu Meu Coração”. Mesmo assim, “Bang” e “Show das Poderosas”, foram irresistíveis.

Para Leitte e Conká, que também tem seus públicos, a experiência era diferente. As duas suaram mais e conquistaram o público com muita simpatia, talento e interação. Trocando mais palavras e improvisando mais ao microfone, as duas convidadas se mostraram mais do que engajadas em ganhar o público de Anitta, e o fizeram com muito sucesso. Já no começo, com o hit “Tombei”, Conká dominou a plateia. E Leitte fez o público pular como carnaval de Salvador, principalmente no fim com “Beijar na Boca”. As duas arrebentaram e encantaram o povo muito bem.

As performances conjuntas foram notáveis: Karol e Anitta fizeram um bom “Pesadão” e Anitta e Leitte fizeram “Loka”, de Simone e Simaria, que o público adorou. No fim, Conka e Leitte se uniram para uma performance esquisita de “Is This Love”, do Bob Marley, mas que merece destaque pela importância: foi o momento de fazer discurso de inclusão, respeito e combate ao preconceito. E para um público predominantemente LGBT a mensagem ficou bem bonita e foi recebida com muito aplauso.

A noite fechou com uma performance das três em uma versão de “Independent Women” do Destiny’s Child, com uma versão em português toda empoderadora. Foi o momento em que Anitta se soltou: por um problema no teleprompter, a cantora pediu que tudo parasse para que eles pudessem recomeçar e fazer com a letra, recentemente composta, do jeito certo. A descontração de Anitta ganhou muito amor do público, e depois da performance, as três ainda desceram para o público para receber a onda de amor que chegava do povo.

Foi só no fim que Anitta fez um discurso, intensamente antecipado, sobre a importância do companheirismo feminino e comemoração e aceitação de todo tipo de amor. Depois que a festa já parecia ter acabado, a anfitriã surpreendeu a todos pedindo que o público escolhesse suas favoritas de cada uma, e as poderosas repetiram as performances. Lacraram.

|

Comentários no Facebook