Escândalos sexuais derrubam projetos em Hollywood

por

Projetos que terminam na gaveta, estreias de filmes suspensas, estúdios ameaçados e campanha para o Oscar sob incerteza: os casos de abuso sexual envolvendo o produtor Harvey Weinstein, o ator Kevin Spacey, o diretor Brett Ratner e outros provocaram um grande caos em Hollywood.

Um mês depois do início do escândalo, revelado pelo jornal The New York Times e a revista The New Yorker, protagonizado por Weinstein, acusado por mais de cem atrizes e ex-funcionárias de assédio, agressão sexual e estupro, muitas pessoas tomaram coragem para denunciar outros pesos pesados da indústria por condutas similares. Assim surgiram as denúncias contra Spacey, vencedor de dois Oscar, e Ratner, diretor de A Hora do Rush. São tantas a revelações que o jornal Los Angeles Times perguntou em um editorial: “Quem será o próximo?”.
Tim Gray, um dos principais editores da revista Variety, disse que há escândalos em Hollywood “desde a era do cinema mudo”, mas eles se limitavam a uma pessoa, um incidente esporádico. “Estou na Variety há 30 anos e nunca vi algo assim.”

“Espero que todo este caos pavimente um caminho para uma punição na indústria”, pede a atriz Jessica Chastain

Você também vai curtir