TOPO

Há cem anos nascia o irreverente Chacrinha

por Marta Lima / Publicado em sexta-feira, 29 set 2017 12:09 PM / / 258 views

“Alô, Terezinha!” “Quem não se comunica se trumbica”. Bordões hilários, figurino extravagante e a buzina estridente inconfundível contribuíram para tornar Chacrinha um dos maiores comunicadores da televisão brasileira. O “Velho Guerreiro”, como também era conhecido, exerceu seu talento único para entreter os mais diversos públicos, ao longo da carreira.

José Abelardo Barbosa de Medeiros nasceu em Surubim, Pernambuco, em 30 de setembro de 1917. Mudou-se com a família para Caruaru com seis meses de vida. Após cinco anos, a família foi para Campina Grande, na Paraíba, e, aos 15, Abelardo foi estudar no Colégio Marista, no Recife. Em 1936, entrou para a Faculdade de Medicina. Aos 20, ele passou a ser locutor na Rádio Club de Pernambuco e se tornou baterista do Bando Acadêmico do Recife.

Após perder um ano de faculdade por conta de uma cirurgia do apêndice, o jovem aceitou o convite para tocar em um navio com destino à Europa. De volta ao Brasil, ele desembarcou aos 22 anos no Rio de Janeiro. Trabalhou em várias emissoras de rádio e começou a carreira como locutor na Rádio Tupi. Em 1943, lançou na Rádio Clube Niterói o programa de marchinhas de carnaval Rei Momo na Chacrinha. Com o fim do carnaval de 1944, Abelardo criou o Cassino da Chacrinha. Fez tanto sucesso que passou a ser conhecido como Abelardo “Chacrinha” Barbosa. Pouco depois, assumiu o apelido como nome artístico.

|

Comentários no Facebook