TOPO

Explicação sobre a letra de “Ragatanga”, maior sucesso do Rouge, viraliza na web 15 anos depois

por Redação / Publicado em quarta-feira, 27 set 2017 12:01 PM / / 386 views


Com os shows de retorno do Rouge agendados – e ensaios a todo vapor – bem que poderia ter sido de um brasileiro o autor de um debate que retornou 15 anos depois do lançamento da “The Ketchup Song”, a versão original de “Ragatanga”, o maior sucesso da girlband brasileira.
Um usuário argentino resolveu destrinchar a letra da música e suas mensagens compartilhadas no Twitter foram parar no Buzzfeed da Espanha. Pronto! Viralizou geral. “Vou me dar ao trabalho de explicar o ‘Aserejé’ porque as pessoas pensam que não tem sentido e há muito sentido”, escreveu @Kueaff iniciando novamente o debate sobre uma teoria que foi dada como certa quando a faixa foi lançada em 2002.

Kueaff decorre sobre a noitada de Diego, que na letra em espanhol, estaria drogado ao entrar na boate. “Con la luna en las pupilas, y en su traje aguamarina van restos de contrabando”, diz a letra que traduzida para o português é algo como “com a lua nas pupilas em seu traje aguamarina vão restos de contrabando”.

Ao entrar na boate, Diego é “possuído pelo ritmo ragatanga”, assim como na versão em português, e o amigo DJ toca sua música favorita. E é aí que entra o sentido real do refrão. “Aserehe ra de re, de hebe tu de hebere / Seibiunouba mahabi, an de bugui an de buididipi” é na verdade uma versão atrapalhada do canto de Diego para “bang bang, the boogie to the boogie Say up jump the boogie to the bang bang boogie”, trecho da letra do clássico do hip-hop “Rapper’s Delight” (1979), do grupo de hip-hop The Sugarhill Gang.

A associação de “The Ketchup Song” e “Rapper’s Delight” foi feita há anos, ainda na época de lançamento da música, mas clássico que é clássico não morre jamais e ainda estamos falando na faixa – e sua versão em português – até hoje ainda com muitos que não conheciam a “herança” da música. O interesse é tanto que os tweets do @Kueaff, por exemplo, tem mais de 2,5 mil compartilhamentos e algumas com 30 mil “likes”.

Relembre esse sucesso:

|

Comentários no Facebook