TOPO

Conheça os vencedores do 16º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro

por Marta Lima / Publicado em quarta-feira, 06 set 2017 09:50 AM / / 277 views


Foram anunciados na noite desta terça-feira, 05/09, os vencedores do 16º Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, o Oscar do cinema nacional, realizado pela Academia Brasileira de Cinema. Neste ano, Elis, de Hugo Prata, que conta a história da cantora Elis Regina, se consagrou como o grande campeão da noite com oito prêmios, incluindo melhor atriz para Andréia Horta.

O evento, realizado no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e transmitido ao vivo pelo Canal Brasil, foi apresentado pela atriz Bárbara Paz e pelo cineasta Zelito Viana, e homenageou o ator Antonio Pitanga, um dos maiores representantes do Cinema Novo, que participou de mais de 50 produções cinematográficas, e a atriz e diretora Helena Ignez, musa de Glauber Rocha e ícone do Cinema Marginal.

Confira os vencedores do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2017:

MELHOR LONGA-METRAGEM | FICÇÃO:
Aquarius, de Kleber Mendonça Filho

MELHOR LONGA-METRAGEM | DOCUMENTÁRIO:
Cinema Novo, de Eryk Rocha e Menino 23: Infâncias Perdidas no Brasil, de Belisario Franca

MELHOR LONGA-METRAGEM | COMÉDIA:
O Shaolin do Sertão, de Halder Gomes

MENÇÃO HONROSA | LONGA-METRAGEM INFANTIL:
Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina, de Mauricio Eça

MELHOR DIREÇÃO:
Kleber Mendonça Filho, por Aquarius

MELHOR ATRIZ:
Andréia Horta, por Elis

MELHOR ATOR:
Juliano Cazarré, por Boi Neon

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE:
Laura Cardoso, por De Onde Eu Te Vejo

MELHOR ATOR COADJUVANTE:
Flavio Bauraqui, por Nise – O Coração da Loucura

MELHOR DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA:
Adrian Teijido, por Elis e Diego Garcia, por Boi Neon

MELHOR ROTEIRO ORIGINAL:
Boi Neon, escrito por Gabriel Mascaro e BR 716, escrito por Domingos Oliveira

MELHOR ROTEIRO ADAPTADO:
Big Jato, escrito por Hilton Lacerda e Ana Carolina Francisco e Minha Mãe é uma Peça 2, escrito por Fil Braz e Paulo Gustavo

MELHOR DIREÇÃO DE ARTE:
Elis, por Frederico Pinto

MELHOR FIGURINO:
Elis, por Cristina Camargo

MELHOR MAQUIAGEM:
Elis, por Anna Van Steen

MELHOR EFEITO VISUAL:
Pequeno Segredo, por Marcelo Siqueira

MELHOR MONTAGEM | FICÇÃO:
Elis, por Tiago Feliciano

MELHOR MONTAGEM | DOCUMENTÁRIO:
Cinema Novo, por Renato Vallone

MELHOR SOM:
Elis, por Jorge Rezende, Alessandro Laroca, Armando Torres Jr. e Eduardo Virmond Lima

MELHOR TRILHA SONORA ORIGINAL:
Elis, por Otavio de Moraes

MELHOR TRILHA SONORA:
Aquarius, por Mateus Alves e Kleber Mendonça Filho

MELHOR FILME ESTRANGEIRO:
A Chegada, de Denis Villeneuve (EUA)

MELHOR CURTA-METRAGEM | ANIMAÇÃO:
Vida de Boneco, de Flávio Gomes

MELHOR CURTA-METRAGEM | DOCUMENTÁRIO:
Buscando Helena, de Ana Amélia Macedo e Roberto Berliner

MELHOR CURTA-METRAGEM | FICÇÃO:
O Melhor Som do Mundo, de Pedro Paulo de Andrade

MELHOR LONGA-METRAGEM | FICÇÃO | VOTO POPULAR:
Boi Neon, de Gabriel Mascaro

MELHOR LONGA-METRAGEM | DOCUMENTÁRIO | VOTO POPULAR:
Menino 23: Infâncias Perdidas no Brasil, de Belisario Franca

MELHOR LONGA-METRAGEM ESTRANGEIRO | VOTO POPULAR:
A Garota Dinamarquesa, de Tom Hooper (Reino Unido/EUA/Alemanha/Dinamarca/Bélgica)

|

Comentários no Facebook