Jonathan Demme uniu cinema e a música como poucos. Veja alguns desses momentos

por

Diretor de “O Silêncio dos Inocentes” morreu hoje aos 73 anos

Bruce Springsteen
Bruce Springsteen no clipe de “Streets Of Philadelphia”, dirigido por Demme

O cineasta Jonathan Demme morreu hoje aos 73 anos. O diretor sofria com um câncer no esôfago e teve complicações cardíacas. Mais conhecido por “O Silêncio dos Inocentes” (1991), um dos três filmes da história a ganhar os Oscars de melhor filme, diretor, ator (Anthony Hopkins), atriz (Jodie Foster) e roteiro, Demme era um apaixonado pela música, algo que sempre ficou claro em seu trabalho. Veja alguns exemplos abaixo.

O filme-concerto “Stop Making Sense” com os Talking Heads
Lançado em 1984, Demme capturou aqueles que seriam os derradeiros shows da influente banda norte-americana – o quarteto seguiu lançando discos até o final dos anos 80, mas sem se apresentarem ao vivo.

Uma verdadeira aula de cinematografia, o filme é considerado, ao lado de “The Last Waltz” com o The Band de Martin Scorsese, o melhor registro de show em película já feito.

Streets Of Philadelphia” que deu o Oscar a Bruce Springsteen.
O tocante “Filadélfia” de 1993 foi um dos primeiros filmes mainstream a lidarem com o preconceito associado à AIDS. Tom Hanks ganhou um Oscar de melhor ator por sua performance e nada menos que duas canções de sua trilha também foram indicadas: “Philadelphia” de Neil Young e “Streets Of Philadelphia” de Bruce Springsteen que levou o prêmio.

O clipe da música – marcante por trazer o cantor cantando a canção ao vivo enquanto andava pelas ruas da cidade- foi dirigido pelo próprio Demme.

A trilogia de documentários feitos com Neil Young
Demme sempre foi um grande fã de Neil Young – vide a bela cena com “unknow legend” de “O Casamento de Raquel” de 2008. Com o canadense ele dirigiu uma série de três documentários. “Heart of Gold” (2006), “Trunk Show” (2009) e “Journeys” (2011).

A performance de “Harvest Moon” do vídeo abaixo, saiu do primeiro filme.

O clipe de “The Perfect Kiss” do New Order
The Perfect Kiss” de 1985 foi apenas o segundo clipe feito pela banda britânica, que àquela altura já tinha três álbuns e vários singles.

Demme foi chamado a dirigir o vídeo que tem uma concepção bem simples, ao mostrar a banda tocando a canção na íntegra, com seus mais de 10 minutos, em sua sala de ensaios – algo não muito comum em uma época em que os clipes se mostravam cada vez mais superproduzidos.

Apesar disso, o vídeo foi bastante exibido, e não sou poucas as pessoas que tiveram seu primeiro contato com a banda graças a”The Perfect Kiss” (no Brasil ele era bastante mostrado nos programas de clipes da época).

O documentário “Justin Timberlake + The Tennessee Kids”
Um dos últimos trabalhos do diretor foi esse belo documentário feito para a Netflix que registra a última data da “The 20/20 Experience World Tour” de Timberlake. Ele mais uma vez prova os diversos talentos de Demme, que em sua carreira trabalhou em diversos gêneros e formatos sempre de maneira pessoal.

Fonte: Vagalume

Você também vai curtir