Caetano defende legalização da maconha: Eu não fumo, mas sou a favor

Caetano Veloso defendeu a legalização da maconha em vídeo publicado na quarta (8) por sua mulher, Paula Lavigne. Ela, que está no Uruguai, resolveu abrir a discussão em sua conta do Instagram sobre o tema polêmico. 

por


Caetano Veloso defendeu a legalização da maconha em vídeo publicado na quarta (8) por sua mulher, Paula Lavigne. Ela, que está no Uruguai, resolveu abrir a discussão em sua conta do Instagram sobre o tema polêmico.

O cantor, no entanto, disse que não é adepto do cigarro de maconha — apesar de defender a descriminalização da erva no Brasil: “Não [fumo maconha], Deus me livre. Tenho horror a maconha. A sensação que me provoca é péssima. Experimentei nos anos 60, mas odiei, detestei. Mas eu sou a favor da liberação e da legalização da maconha. Aliás, de todas as drogas. Isso precisa de um amadurecimento da sociedade, eu até entendo”.

Em seguida, fez uma comparação com a política sobre bebidas alcoolicas: “É um bom começo a maconha sair das drogas pesadas, e passar a ser legal, sendo que o álcool é uma droga pesada e é legal”.
Lavigne explicou que espera poder discutir o assunto com tolerância e respeito. “Caetano não bebe, não fuma, não usa droga nenhuma e é mais radical que quanto a liberação das drogas! Espero que a gente possa ter uma discussão de nível, ninguém precisa concordar com ninguém, e as redes sociais deveriam ser usadas para elevar o nível da conversa e não baixar. Vamos tentar?”, falou.
Na terça-feira, Paula Lavigne gravou um vídeo ao lado de um amigo em que falava sobre o assunto tabu: “Estamos na rua, em Montevidéu, com um baseado na mão. Superlegalizado, sem problema nenhum. Coisa que a gente tem que fazer no Brasil”.
Ela ainda ressaltou sua opinião, na legenda do vídeo, com frases como “chega de hipocrisia” e “lugar de maconheiro não é na cadeia”.

Você também vai curtir