TOPO

Luma de Oliveira abalou o Carnaval há 30 anos

de André Sank / quinta-feira, 09 fev 2017 13:58 PM / / 1059 views

Luma evolui pela Caprichosos de Pilares, em 1987

Faz exatos 30 carnavais que a Sapucaí viu surgir uma das mais fulgurantes rainhas de bateria da história do Carnaval. Na época conhecida como modelo e também por ser irmã mais nova da atriz Ísis de Oliveira, Luma (a Luma original) que já tinha saído na Portela de forma anônima viu surgiu a oportunidade de ocupar o disputado cargo na corte de Momo. Reza a lenda que a Caprichosos de Pilares teria convidado a cantora Simone, na época num relacionamento com Ísis, para ser a soberana da bateria. Na hora que recebeu o convite a cantora teria dito: isso não é pra mim, quem vai arrasar é a Luma!
Proféticas palavras. Luma agarrou com unhas (e que unhas) e dentes (e que dentes!) a oportunidade. Resolveu sair de topless. Ela mesma contou a história numa entrevista ao Vídeo Show em 2000: “Comecei em 1987, com 22 anos. Eu queria sempre sair a frente de uma bateria. Eu já achava a bateria um reinado. Aí eu fui pra uma bateria, fui de topless, achando tudo muito normal. As pessoas queriam dar desculpa não, o sutiã ficou apertado, então na hora ela tirou. Mentira! Já saí de casa sem a parte de cima. Achei que era bonito, que era digno. Achei que tava poderoso”, recordou a bela.
Bota poderoso nisso! Numa época em que a Sapucaí fervilhava de mulheres deslumbrantes, como Monique Evans na Mocidade Independente e Luiza Brunet na Portela, Luma de Oliveira foi o talk of the town durante toda a folia. E também depois dela. Estreou na Globo como Dedé em O Outro, novela das 8 de Aguinaldo Silva. Na trama ela protagonizou um desfile de biquíni na então badaladíssima Praia do Pepino que causou engarrafamentos por toda a cidade. Estampou a capa da Playboy (que na época tinha enorme importância) em setembro como A Estrela do Ano e ainda venceu o concurso de Miss Playboy Internacional na China.
Luma de Oliveira fez um sucesso na Avenida muito difícil de ser repetido. E nesse carnaval o estrondo completa 30 anos. Aqui uma singela homenagem ao Mito da Sapucaí!

Luma a frente da bateria da Caprichosos
Luma se consagra na Avenida
Mais Luma em 1987
Luma canta o samba “Ajoelhou Tem Que Rezar…”
Luma na pele de Dedé, em O Outro, ao lado de Claudia Raia, que fazia a Edwiges
Na capa da Playboy de setembro de 1987

Comentários no Facebook

Anuncie | Expediente | Contato