Há 40 anos, o Fleetwood Mac lançava “Rumours”. Relembre um dos discos mais vendidos da história!

por

Fleetwood Mac
Rumours

Há exatos 40 anos, um dos álbuns mais bem sucedidos da história chegou ao mercado. Calcula-se que nessas quatro décadas, mais de 45 milhões de cópias de “Rumours” do Fleetwood Mac tenham sido vendidas mundialmente.

Esse número deverá seguir aumentando ano após ano. Até porque esse é o caso raro de álbum que não só não envelhece como ganha mais relevância com o passar do tempo, graças ao seu poder cativante, dessa banda com uma história única dentro do rock.

Afinal certamente não existe outro caso de grupo que atingiu o megaestrelato com seu 11° álbum e uma formação totalmente diferente da original – existe até uma brincadeira que diz que o nome deles se mostrou profético já que o baterista Mick Fleetwood e o baixista John “Mac” McVie, acabaram sendo a única constante na carreira da banda.

Fleetwood Mac

“Rumours” foi o segundo trabalho lançado pela formação que incluía também o guitarrista Lindsay Buckingham, a vocalista Stevie Nicks e a tecladista Christine McVie.

Os dois primeiros, estavam juntos desde 1968 e na época das gravações estavam em uma fase de brigas constantes. Christine estava com eles desde 1970, mas havia acabado de se separar de John McVie.

Para completar o clima de confusão, Mick descobriu na mesma época que sua esposa o estava traindo com seu melhor amigo.

Fleetwood Mac

Se no âmbito pessoal a vida de todos eles estava se despedaçando, profissionalmente ela não podia estar melhor. O homônimo disco anterior, de 1975, havia chegado ao topo da parada americana. Esse foi de longe o melhor resultado deles na Billboard até então. Ele mostrava que a opção por um som mais radiofônico havia sido acertada – por mais que os fãs da primeira fase deles, quando eram uma banda de blues liderada pelo trágico Peter Green.

“Rumours” nasce então dessa dicotomia sucesso/fracasso. Com três compositores de mão cheia, Buckingham, Nicks e McVie e altamente inspirados, seria difícil para eles fazerem um disco fraco, ainda mais com todos escrevendo canções com mensagens veladas para seus ex-parceiros.

É por isso que “Rumours” é chamado de “novela em forma de disco”. O incrível é que toda essa lavação de roupa suja tenha rendido um disco tão bem acabado, melódico e com uma produção exemplar. O álbum também é bastante variado, dada a quantidade de cantores e compositores presentes, e sem nenhuma música abaixo da média, algo que certamente ajudou-o a conquistar tamanho público, especialmente nos EUA.

Relembre quatro grandes momentos do álbum:

Go Your Own Way“, foi escrita por Buckingham foi lançada ainda em 1976 como compacto e chegou ao décimo lugar da parada americana. Esse vídeo traz a banda ao vivo em um popular programa da televisão britânica da época.

Dreams” de Nicks é, até hoje, o único single deles que chegou ao topo da parada.

Don’t Stop” de McVie é talvez a música mais lembrada do disco. A mensagem otimista de sua letra segue inspirando pessoas pelo mundo ainda hoje. O single chegou ao terceiro lugar nos EUA.

The Chain” não foi lançada em single na época, mas acabou sendo escolhida para divulgar o álbum ao vivo de 1997 que marcou a volta da formação bem sucedida do grupo. A faixa, que alterna climas soturnos e efusivos, é a única já composta por todos integrantes dessa formação.

Não deixe de curtir o som do Fleetwood Mac na estação dedicada ao rock clássico do Vagalume.FM!

Fonte: Vagalume

Você também vai curtir