TOPO

A história sempre mal contada dos formatos de fora

por Christian Simon / Publicado em quarta-feira, 15 fev 2017 17:06 PM / / 302 views

Já de algum tempo, aqui se bate na tecla da acomodação das emissoras em não criar rigorosamente nada, optando por produzir conteúdos de fora, que na maioria dos casos acabam em lamentáveis fracassos.

“X Factor”, “Got Talent”, “Busão do Brasil”, “The Bachelor” e o “Além do peso”, o reality dos gordinhos, são apenas alguns de uma extensa lista de formatos que nunca deram em nada.

Só causaram às várias TVs, e desse enquadro nenhuma se salva, enormes prejuízos, levando-as a gastar muito dinheiro, e muitas vezes um dinheiro que não tinham.

Não bastasse tanta quebrada de cara, vem agora a Rede TV! anunciar “O Céu é o Limite” como próxima atração, apoiada “num programa de grande sucesso na televisão da Itália”. Mas, como assim? “O Céu é o Limite”, dirigido por Túlio de Lemos e apresentado por J. Silvestre, foi um grande sucesso da Tupi nos seus primórdios. O seu “absolutamente certo” fez história. O que levou a Rede TV! tão longe para buscar o programa?

Ao mesmo tempo, o SBT, sem qualquer constrangimento, está anunciando um “Show do Milhão” com crianças de até 12 anos, que não bastasse à imagem e semelhança com o “Who wants to be a millionaire?”, comprado pela Globo, ainda terá muito do “Tamanho Não É Documento”,  apresentado por Aurélio Campos, também na Tupi de antigamente.

Como se vê, não tem jeito. Vai continuar tudo como dantes no quartel de Abrantes.

Só fazer a conta
No meio de tanto ananás já apresentado, basta apontar quais formatos de fora acabaram se transformando em grande sucesso por aqui.

Cabe numa mão só. E aí sobram alguns dedos.

A história sempre mal contada dos formatos de fora
Edson Celulari em entrevista ao “Fantástico” imagem: Reprodução/TV Globo

|