TOPO

Produtora de The Walking Dead e mais 3 séries diz não ter vida social

por André Sank / Publicado em quarta-feira, 18 jan 2017 14:30 PM / / 345 views

Produtora executiva de quatro séries no momento – “The Walking Dead”, “Fear the Walking Dead”, “Falling Water” e a inédita “Lore” -, Gale Anne Hurd falei por telefone, em trânsito, pouco depois de atravessar a fronteira do México, onde acompanhou as gravações de “Fear”, para os Estados Unidos. Parece muita coisa para dar conta ao mesmo tempo, mas ela garante que consegue se organizar sem problemas.

“Minha filha já é crescida, ela está com 25 anos, eu tenho um marido muito compreensivo e não tenho nenhuma vida social. E tenho muitas milhas!”, brinca ela, também envolvida na finalização de um documentário e dedicada a colocar em dia os filmes indicados ao Oscar para dar seu voto, como membro da Academia.

Cena da sétima temporada de “The Walking Dead” imagem: Divulgação/AMC

Com mais de 30 anos de carreira no cinema e na TV, Gale não se arrisca a bater o martelo sobre um fim para o fenômeno “TWD”, por exemplo (“O sucesso das HQs mostra que ainda há muitas histórias boas a serem contadas”), e diz que segredo mágico para conseguir um hit não há, mas é possível estar atento a alguns detalhes. Divulgação é um deles, mas não o único.

“É importante ter histórias atraentes, com personagens com quem as pessoas possam se identificar. O público quer variedade. Uma série não tem que ter apelo para todo mundo. Hoje são poucas as que conseguem 20 milhões de espectadores, antigamente era muito comum. Agora, as pessoas podem escolher suas séries favoritas, podem fazer maratonas, ver num fim de semana e seguir para outro programa. Elas são capazes de achar muito mais séries pelas quais vão se interessar”, afirma a produtora, que curte assistir ao “The Voice” e às séries “The Americans”, “Homeland” e “The Man in the High Castle”.

“Falling Water”, exibida nos Estados Unidos pelo canal USA e agora disponível no Brasil pela Amazon, é uma que pode se beneficiar da prática do bingewatching (como é chamada a prática de assistir a vários episódios de uma vez), acredita Gale. A história gira em torno de três personagens que não se conhecem, mas descobrem que possuem algum tipo de conexão através de seus sonhos.

|