Mariah Carey processa produtora por cancelamento de shows no Brasil

por

O cancelamento dos shows de Mariah Carey no Brasil ainda está dando o que falar. A cantora agora está processando a produtora chilena Fenix Entertainment Group por quebra de contrato e quer receber o pagamento integral pela turnê que faria na América do Sul, em novembro passado.

Mariah tinha apresentações marcadas para os dias 1, 4 e 5 de novembro em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, respectivamente, além de Chile e Argentina. Pelo Twitter, a cantora informou que havia desistido da turnê por causa do “descaso dos promotores locais no trato com os fãs”.

Mas, de acordo com o processo que corre na corte do Tribunal Superior de Los Angeles, a razão do cancelamento foi a falta de pagamento.

Segundo o “The Hollywood Reporter”, o contrato entre a cantora a produtora chilena foi firmado sob o pagamento de uma taxa de garantia e que a maior parte do montante seria pago nas semanas anteriores ao início da turnê. Mariah deveria estar na Argentina no dia 28 de outubro, mas até o dia 25, ela ainda não havia recebido o valor.

No processo, o advogado da cantora, Bryan Freedman, defende que Mariah perdeu várias oportunidades com o canelamento e afirma que o contrato garante o pagamento integral à artista em caso de atraso.

A Fênix, por sua vez, acusa a cantora de prejudicar a marca ao cancelar a turnê. Na época, a produtora chilena culpou as produtoras brasileiras Stage e Lens pelo cancelamento de toda a turnê “por problemas gerados apenas e exclusivamente nas apresentações que seriam realizadas no Brasil”.

Na denúncia, o advogado de Mariah afirma que o processo serve para alertar a comunidade artística a não confiar na empresa: “Na indústria da música todo mundo conhece a história familiar dos produtores enganadores que prometem pagar, mas não cumprem.”

Você também vai curtir