TOPO

Juliana Paes fala sobre estreia de Dois Irmãos após gaveta: “Uma angústia”

por André Sank / Publicado em quinta-feira, 24 nov 2016 10:48 AM / / 595 views
  • Reprodução/Instagram
    Juliana Paes fala sobre estreia de Dois Irmãos após gaveta: "Uma angústia"
    Juliana Paes caracterizada para a série que começa nos anos 1920

    Escalada para voltar ao ar em “À Flor da Pele”, Juliana Paes ainda aguarda na expectativa para ver sua atuação em “Dois Irmãos”, minissérie gravada há um ano e que foi engavetada pela Globo. A produção protagonizada por Cauã Reymond ganhou data de estreia e começa a ser exibida no dia 9 de janeiro.

“Está sendo uma angústia, a gente gravou bem entregue, a fim de ver o resultado, saíamos das gravações com roxos, toda descabelada, nos preparamos muito, então imagina esperar todo esse tempo para ver? Já fiz outras novelas, terminei, sai dos grupos de whatsapp desses trabalhos, mas “Dois Irmãos’ continua lá, a gente sempre comenta ‘será que agora vai pro ar? Quando será'”, contou rindo.

Juliana dá vida a Zana, mãe dos gêmeos vividos por Cauã Reymond, na primeira fase da série inspirada no livro “Dois Irmãos”, de Milton Hatoum. A atriz conta que até já aconteceram mal entendidos por isso.

“As pessoas até perguntam se eu faço a mãe do Cauã, digo que faço a mãe dele mas quando ele ainda é uma criança (risos). Mas o formato é de uma história não linear, será contada como um crochê e envolvendo o público. A Zana é uma mãe de gêmeos que em algum momento acaba escolhendo um dos filhos, acontece aquela predileção por um deles e essa mãe acaba criando toda a tragédia familiar dos dois irmãos. A gente poderia até falar que é a história da Zana. Na fase madura quem faz é a Eliane Giardini”, adiantou.

Apesar da expectativa, Juliana já começou também a preparação para a próxima novela das nove, “A Flor da Pele”, de Glória Perez, onde vai viver a traficante conhecida como “a baronesa do pó”.

“Faço a Bibi que é uma personagem inspirada na Fabiana Escobar, que ficou conhecida como “a baronesa do pó”. A personagem não era do crime, ela era uma moça de classe média e por amor acabou indo para o mundo do tráfico”.

A atriz pretende visitar presídios para compor totalmente a personagem.

“Vou pedir para a produção para conhecer como funciona a revista na cadeia, porque ela está nessa situação visitando o marido, quero saber como é o ambiente. Mas é bacana ter um personagem com tantas referências, livros e estou trabalhando com o Emílio Dantas, que vai ser esse homem, estamos todos na maior empolgação”.

|

Comentários no Facebook