TOPO

Vagalume.FM: 5 baladas essenciais dos britânicos do Arctic Monkeys

por Marta Lima / Publicado em sábado, 15 out 2016 19:00 PM / / 332 views

Arctic Monkeys

Os Arctic Monkeys fizeram carreira em cima de faixas de um indie rock rápido e barulhento, usando coloquialismos e situações do dia-a-dia para compor suas canções, que influenciaram o gênero de maneira grandiosa desde seu primeiro lançamento em 2005.

No entanto, a banda também tem um talento inegável para baladas românticas ou apenas reflexivas – em cada álbum, o ouvinte conhece um pouco das desilusões do vocalista e principal compositor do quarteto, Alex Turner.

Confira as cinco baladas essenciais dos britânicos:

Riot Van

A canção, lançada em janeiro de 2006 junto com o álbum “Whatever People Say I am, That’s What I’m Not”, já tinha uma versão demo rolando na internet há algum tempo. Muitos suspeitam que a demo da faixa seja uma continuação da versão para o disco, que fala sobre menores de idade que são pegos bebendo pela polícia, e sem se importar, continuam curtindo a juventude e a amizade.

Only Ones Who Know

O talento do vocalista Alex Turner para compor deixa muitas dúvidas sobre o real significado da canção. Há alguns que dizem que o britânico a escreveu após ser parado por um casal de mãos dadas na rua, e outros que imaginam ser sobre dois forasteiros que fogem de relacionamentos e ficam juntos, mas acabam percebendo que pertencem ao lugar de onde vieram. De qualquer forma, é aquele tipo de música que traz lágrimas aos olhos de qualquer um.

Cornerstone

Uma das melhores músicas da carreira do AM, a balada conta a história de um rapaz que perde sua namorada e sai pelos bares da cidade em busca de um novo romance, mas acaba vendo o “fantasma” de sua ex em várias mulheres e estraga tudo ao desejar chamar as garotas pelo nome de seu antigo amor. Há o bônus do divertido clipe, estrelado pelo vocalista.

Love Is a Laserquest

Aqui, Turner canta sobre tentar superar um amor perdido, questionando sua ex-namorada sobre o amor e percebendo que tudo o que resta do relacionamento são as lembranças. Presente no disco “Suck It And See”, o título da canção faz uma referência a um videogame, indicando que a garota tratava o amor como um jogo.

I Wanna Be Yours

Originalmente, a letra da música é, na verdade, um poema de John Cooper Clark, o poeta inglês que inspirou Alex Turner a começar a compor. Em homenagem ao artista, o vocalista do AM transformou os versos em música e adicionou as frases do refrão, formando a última faixa do álbum “AM”, de 2013.

Todas estas músicas você escuta na estação Indie da Vagalume FM!

Fonte: Vagalume

|

Comentários no Facebook