TOPO

Diretor de “O Exorcista” confirma ausência e manda recado para Mostra de SP

por Bibi Toledo / Publicado em segunda-feira, 31 out 2016 14:50 PM / / 311 views

O cineasta norte-americano William Friedkin, 81, diretor do clássico de terror “O Exorcista” (1973), gravou um vídeo para explicar sua ausência na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Segundo a organização do evento, ele já estava com passagens e estadia definidas, mas foi diagnosticado com uma otite aguda e seu médico não o autorizou a viajar de avião.

“Até o último minuto, eu planejava ir, quando meus médicos me disseram que a infecção em meu ouvido, resultante da natação que pratico com frequência, a torna impossível para mim de tomar o longo voo de Los Angeles para São Paulo sem causar danos permanentes ao meu ouvido”, ele explica em vídeo.

Friedkin viria ao país para participar da homenagem aos 45 anos de seu filme “Operação França”. “Estou muito feliz por vocês estarem exibindo a cópia perfeita de ‘Operação França’, porque foi um dos filmes que mais gostei de fazer. Foi também um filme muito perigoso de se fazer, não tínhamos permissão para nada e não há imagens geradas por computador nele. Tudo o que vocês veem no filme, nós tivemos que fazer. Houve vários acidentes que não foram previstos”, conta.

O diretor ministraria uma master class na Mostra e também receberia o prêmio Leon Cakoff. “Sinto-me muito honrado por receber o prêmio, em memória a este grande crítico de cinema que, não só escrevia muito bem e significativamente, como também era um opositor da censura”.

Apesar de sua ausência, a homenagem foi mantida com a exibição de seis títulos de Friedkin, além de “Operação França”: “O Exorcista”, “O Comboio do Medo” (1977), “Parceiros da Noite” (1980), “Viver e Morrer em Los Angeles” (1985), “Possuídos” (2006) e “Killer Joe – Matador de Aluguel” (2011).

|

Comentários no Facebook