TOPO

Datena ataca Ibope, questiona números e pede CPI contra empresa

por Redação / Publicado em quinta-feira, 06 out 2016 09:13 AM / / 328 views
  • Reprodução/TV Bandeirantes

    Datena ataca Ibope, questiona números e pede CPI contra empresa
    José Luiz Datena atacou o Ibope, principal instituto para medição de audiência no país, durante o “Brasil Urgente”, da Band, nesta quarta-feira (5).

 

Irritado com os números registrados ontem, após a entrevista exclusiva com o prefeito eleito de São Paulo, João Doria (PSDB), o apresentador soltou o verbo e criticou a empresa, ao vivo.

“Ninguém vai ter peito para questionar o método de aferição desse Ibope, deixa pra lá. Mas ontem [com a entrevista de Doria] foi uma belíssima audiência, melhor do que foi registrado na realidade. Eu soube que venderam o Ibope para uma firma no exterior, mas duvido que essa transação tenha sido feita no total…porque os mesmos caras continuam lá, mudou quase nada. Ainda continuo contestando essa audiência aí é uma audiência que não condiz com a realidade”, disse Datena.

“Ô, Datena, você acha que o Ibope rouba?’. Não, eu acho que mede mal e as pessoas têm medo de falar contra o instituto porque têm medo de serem prejudicadas. Como já me prejudicou a vida inteira, eu estou andando para esse Ibope. Agora vou continuar pressionando, sempre, até que façam uma CPI contra a empresa… até eu morrer”, concluiu.

A Kantar Media, braço do grupo WPP responsável por gestão de informação, adquiriu o controle do Ibope Media em dezembro do ano passado e, desde então, passou a se chamar Kantar Ibope Media. Em 2016, a empresa ganhou a concorrência da GfK, jovem holding criada por Record, SBT e RedeTV!.

Em setembro, a TV Cultura anunciou o rompimento do contrato com a Kantar Ibope e aderiu à medição feita pelo instituto concorrente, o GfK.

A Cultura é a quarta emissora a aderir aos serviços de medição de audiência da GfK no Brasil, juntando-se a Record, SBT e RedeTV!. De acordo com informações do colunista do Popzone Ricardo Feltrin, as três emissoras Já estudam abandonar a medição do Ibope até 2020. Isso porque seria impraticável e improdutivo pagar por duas medições.

|

Comentários no Facebook