“Revolver” dos Beatles completa 50 anos. Veja curiosidades sobre cada uma de suas faixas

por

The Beatles
Revolver

Há exatos 50 anos, os Beatles lançavam um dos discos mais importantes da música moderna. “Revolver” foi o álbum em que o quarteto abraçou de vez a psicodelia e os experimentos de estúdio, que culminariam no ano seguinte em “Sgt. Peppers”, aquele que várias vezes foi tido como o grande álbum de rock já feito.

Com o passar dos anos essa percepção foi mudando e “Revolver“, cada vez mais, é o álbum dos Beatles melhor posicionado em listas feitas por críticos com os “grandes discos da história”, quase sempre entre os três primeiros lugares.

O próprio Paul McCartney tende a concordar, em uma entrevista recente ele disse que gostava particularmente desse álbum por achar todas as suas músicas bastante fortes. E ele não deixa de ter razão. “Revolver” traz o quarteto com total domínio de seus talentos, com McCartney se mostrando cada vez mais ambicioso e sofisticado e John Lennon se abrindo mais e mais para a psicodelia e o uso das possibilidades do estúdio para se criar novos, e inéditos sons.

The Beatles

O álbum ainda solidificou de vez a posição de George Harrison como mais uma força autoral na banda – algo que já se percebia nos dois álbuns anteriores – e deu a Ringo Starr dois momentos de brilho.

Além de “Yellow Submarine“, ao lado de “Eleanor Rigby” o grande hit do álbum, cantada por ele e e uma de suas marcas registradas, “Revolver” abriga um de seus melhores e mais influentes momentos como instrumentista no ritmo desenvolvido por ele para “Tomorrow Never Knows“, que seria muito copiado nas décadas seguintes.

Mais incrível ainda é saber que o disco nasceu praticamente de improviso e por pouco não aconteceu. A princípio o grupo deveria ter passado o tempo em que gravou o álbum, fazendo mais um filme. Como os quatro não gostaram de nenhum roteiro proposto eles acabaram voltando para o estúdio e usaram aqueles dias entre o 6 de abril e o 21 de junho para criar mais uma obra-prima.

Na galeria abaixo, contamos uma curiosidade sobre cada uma das faixas desse clássico álbum na ordem em que elas aparecem na edição inglesa original do trabalho – a mais difundida dele.

Foto 1 de

Fonte: Popzone

Você também vai curtir