Festival de Gramado começa nesta sexta; “Aquarius” e “Elis” são destaques

Principal premiação do cinema no Brasil, a 44º edição do Festival de Gramado começa nesta sexta (26) e vai até o dia 3 de setembro, com mais de 70 filmes em exibição e uma extensa programação paralela distribuída na cidade gaúcha, com debates e mostras.

por

Principal premiação do cinema no Brasil, a 44º edição do Festival de Gramado começa nesta sexta (26) e vai até o dia 3 de setembro, com mais de 70 filmes em exibição e uma extensa programação paralela distribuída na cidade gaúcha, com debates e mostras.

Entre as principais atrações deste ano estão a cinebiografia da cantora Elis Regina, “Elis”, estrelada pela atriz Andréia Horta, e o longa “Aquarius”, que abre a programação.

O longa do cineasta Kleber Mendonça Filho, destaque no último festival de Cannes e que vem sendo motivo de acaloradas discussões políticas, no entanto, não participará da competição oficial do evento.

Premiação e homenagens

Seis obras brasileiras e sete estrangeiras estão na disputa pelo principal prêmio do festival, o troféu Kikito. Entre eles, “Elis”, do diretor Hugo Prata, “Barata Ribeiro, 716”, de Domingos Oliveira, “El Mate”, de Bruno Kott, “O Roubo da Taça”, de Caito Ortiz, “O Silêncio do Céu”, de Marco Dutra e “Tamo Junto”, de Matheus Souza.

Todos os filmes da mostra competitiva são inéditos no circuito de festivais brasileiros, o que torna a disputa sem grandes favoritos. O festival também premiará as categorias de curta-metragem nacional e curta-metragem gaúcho.

Estrela de “Aquarius”, a atriz Sonia Braga será homenageada em Gramado com o troféu Oscarito, por sua trajetória no cinema. Já Tony Ramos receberá o troféu Cidade de Gramado, um tributo do município a profissionais do cinema.

Outros nomes laureados no evento serão os do cineasta José Mojica Marins (o Zé do Caixão) e da atriz argentina Cecilia Roth (do filme “Tudo Sobre Minha Mãe”, de Pedro Almodóvar).

Divulgação

Festival de Gramado começa nesta sexta; "Aquarius" e "Elis" são destaques

Cena da cinebiografia “Elis”, que tem Andréia Horta como protagonista

Conheça os longas brasileiros e latinos dessa edição:

LONGAS-METRAGENS BRASILEIROS
“Barata Ribeiro, 716” (RJ), de Domingos Oliveira
“El Mate” (SP), de Bruno Kott
“Elis” (SP), de Hugo Prata
“O Roubo da Taça” (SP), de Caito Ortiz
“O Silêncio do Céu” (Brasil (SP)/Argentina), de Marco Dutra
“Tamo Junto” (RJ), de Matheus Souza

LONGAS-METRAGENS ESTRANGEIROS
“Campaña Antiargentina” (Argentina), de Ale Parysow
“Carga Sellada” (Bolívia/México/Venezuela/França), de Julia Vargas
“Espejuelos Oscuros” (Cuba), de Jessica Rodriguez
“Esteros” (Argentina/Brasil), de Papu Curotto
“Guaraní” (Paraguai/Argentina), de Luis Zorraquín
“Sin Norte” (Chile), de Fernando Lavanderos
“Las Toninas Van al Este” (Uruguai/Argentina), de Gonzalo Delgado e Verónica Perrotta

Você também vai curtir