Após Angélica, Detran reclama de Mariana Weickert por não usar capacete

Reprodução/TV BandeirantesDetran reclama de Mariana Weickert por não usar capacete Por meio de sua página oficial no Facebook, o Detran de São Paulo reclamou da apresentadora Mariana Weickert por não usar capacete durante uma reportagem feita para o programa "A Liga", sobre o "pancadão" na comunidade de Paraisópolis, zona sul de São Paulo. A própria apresentadora observa que o condutor está sem capacete, mas ignora o fato e sobe na moto.

por
  • Reprodução/TV Bandeirantes
    Após Angélica, Detran reclama de Mariana Weickert por não usar capacete
    Detran reclama de Mariana Weickert por não usar capacete

     

Por meio de sua página oficial no Facebook, o Detran de São Paulo reclamou da apresentadora Mariana Weickert por não usar capacete durante uma reportagem feita para o programa “A Liga”, sobre o “pancadão” na comunidade de Paraisópolis, zona sul de São Paulo. A própria apresentadora observa que o condutor está sem capacete, mas ignora o fato e sobe na moto.

No post, o Detran ironiza dizendo que, além de “modelo internacional de beleza”, Mariana Weickert também poderia ser “modelo de ‘responsa’ no trânsito”.

“Mariana Weickert, sua linda: você que é modelo internacional de beleza também podia ser modelo de responsa no trânsito, né? Andar de moto sem capacete NUNCA mais, ok? Nem em A Liga na Band nem em lugar nenhum”, disse o órgão.

Em junho, o Detran de São Paulo já havia dado uma bronca deu um puxão de orelha em Angélica por ter dirigido um automóvel falando ao celular ao mesmo tempo.

A cena com a infração de trânsito foi levada ao ar durante uma reportagem com a humorista Dani Calabresa, no programa “Estrelas” do dia 18 de junho. Na ocasião, a apresentadora segurou o smartphone por cerca de 40 segundos para passar um trote no também comediante Rodrigo Sant’Anna, enquanto circulava pelas ruas do Rio de Janeiro.

“É fã da Angélica? Conta pra ela, urgente, que falar ao telefone enquanto dirige diminui a atenção e a falta de atenção pode causar um baita acidente. Quem sabe na próxima, a pedido dos fãs, ela não vá de [táxi]?”, disse o post bem-humorado do Detran paulista, nesta terça-feira (28), com cópia encaminhada para o perfil do Detran-RJ.

Falar ou manusear o celular se tornou uma infração de trânsito gravíssima, após reajuste nos valores das multas e também medidas que endurecem as punições previstas no Código Brasileiro de Trânsito (CTB).

A partir de novembro, o motorista que for flagrado terá que pagar multa de R$ 293,47, além de perder sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Nas redes sociais, alguns internautas parabenizaram o Detran pelo “puxão de orelha” em Angélica, mas outros questionaram se “a multa, de fato, será enviada até a apresentadora”.

Você também vai curtir